Mundo

Universidade sul-africana adota língua portuguesa

Um protocolo entre a Universidade de Pretória e o Instituto Camões prevê a criação de cursos em Estudos Portugueses e a formação de docentes, tradutores e intérpretes, na África do Sul.
Versão para impressão
A Universidade de Pretória, na África do Sul, vai contar com um leitorado de Português, a partir do próximo ano. Esta é a terceira instituição de ensino superior a adotar a língua portuguesa naquele país, estando prevista a implementação da língua como curso “major” nos programas de Bacharelado em Humanidades.
 
O protocolo assinado na passada semana com o Instituto Camões prevê a criação de cursos em Estudos Portugueses para a Faculdade de Humanísticas da Universidade de Pretória e a formação de docentes, tradutores e intérpretes.
 
Para o embaixador de Portugal na África do Sul, António Ricoca Freire, esta é uma “importante alavanca na promoção da língua portuguesa”.

O diplomata explicou à agência Lusa que o “protocolo terá um efeito multiplicador muito importante”, visto que vão passar a existir “professores de Português, não apenas portugueses mas de língua portuguesa e de estudos portugueses”, formados nas universidades locais.


A Universidade de Pretória refere-se ao Português, no seu site oficial, como “uma das dez principais línguas maternas do mundo” e como um veículo de “proximidade aos países lusófonos, como Moçambique e Angola, e a forte relação com o Brasil”.
 
O coordenador do ensino do Português na embaixada de Portugal em Pretória, Rui de Azevedo, explicou à agência Lusa que o português “já está integrado e oficializado no ensino público e privado” da África do Sul.

Segundo o representante, no ano passado, 158 alunos fizeram o exame de 12º ano em português como segunda língua alternativa. “Temos um público-alvo bastante alargado para estes cursos agora a serem criados nas universidades”, acrescentou o coordenador Rui de Azevedo.

Segundo a agência Lusa, o Instituto Camões espera assinar um outro protocolo semelhante, no final deste mês, com a Universidade de Witwatersrand de Joanesburgo, também na África do Sul. A Universidade do Cabo completa o grupo de três instituições académicas daquele país que contam com um leitorado de Português.
 
[Notícia sugerida por António Ferra]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close