Desporto Em Destaque

Surf: sistema inteligente para incorporação em fato de surf inovador

istema inteligente que utiliza o smartphone do próprio surfista para aumentar a sua segurança e analisar o seu desempenho durante uma sessão de surf.
Versão para impressão

Garantir a proteção e conforto dos utilizadores e providenciar ferramentas de monitorização de desempenho  para surfistas e treinadores são alguns dos objetivos deste fato de surf inteligente. Os algoritmos e as aplicações mobile e web, em desenvolvimento pelo Fraunhofer AICOS, irão permitir monitorizar o desempenho de cada surfista durante uma sessão no mar. Assim, o treinador poderá acompanhar in loco o progresso da sessão de surf ao receber as métricas de desempenho mais úteis e objetivas, em tempo real, no seu próprio tablet,smartphone ou computador. Adicionalmente, após o final da sessão, todos os dados recolhidos e gravados poderão ser consultados a partir das plataformas mobile e web desenvolvidas.

Dados inerciais e de geolocalização serão recolhidos através dos sensores de um smartphone, juntamente com o vídeo obtido através de uma câmara de ação. Ambos os dispositivos estarão incorporados no fato de surf, de forma não-intrusiva, ou seja, sem condicionar os movimentos inerentes à prática desta modalidade. Em termos de monitorização de desempenho será possível estimar o número de ondas surfadas, trajetórias, velocidades, ângulos de rotação, entre outras características essenciais para a evolução do surfista. 

Uma das principais inovações deste fato é a possibilidade de o surfista usar o seu próprio smartphone para a monitorização de desempenho e a integração de um botão de emergência, embutido no fato, que, com o smartphone, permitirá que o surfista solicite ajuda na eventual ocorrência de eventos de emergência e acione os mecanismos de segurança necessários. Neste caso, as autoridades terão acesso à localização exata do surfista, uma vez que o fato permite determinar a sua localização via Global Positioning System (GPS).

A componente têxtil, em desenvolvimento pela Damel e pelo centro tecnológico CITEVE, pode vir a representar uma nova geração de soluções têxteis, com elevado grau de inovação. O fato idealizado será de elevada tenacidade, impermeável, respirável, repelente a sujidades, resistente ao rasgo e de alta visibilidade, com incorporação de um sistema de insuflação e um sistema de aquecimento ativo.

Esta tecnologia, resultante da cooperação entre estas três entidades, poderá ser um marco importante na área da sensorização e monitorização desportiva de uma das modalidades em maior crescimento em Portugal e no mundo, sem descurar preocupações com o conforto e segurança dos utilizadores. 

O projeto arrancou em 2017, e prevê-se que termine em 2020. Atualmente, os investigadores do centro de investigação AICOS estão a desenvolver os algoritmos de monitorização do movimento e desempenho, que vão permitir a interpretação automática da informação recolhida pelos sensores, tal como toda a estrutura necessária para a consulta e armazenamento dos mesmos dados e dos vídeos enviados pelos utilizadores, seja pela plataforma mobile ou web.

O projeto “TexBoost – Less Commodities more Specialities” é financiado através do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico do PORTUGAL2020.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close