Sociedade

Tavira: Empresa internacional vai criar 20 empregos

Uma empresa internacional agroalimentar, "líder mundial no melhoramento, produção e distribuição de pequenos frutos vermelhos", escolheu a região de Tavira, no Algarve, para construir uma nova unidade. O investimento vai rondar as "várias centenas de
Versão para impressão
Uma empresa internacional agroalimentar, “líder mundial no melhoramento, produção e distribuição de pequenos frutos vermelhos”, escolheu a região de Tavira, no Algarve, para construir uma nova unidade. O investimento vai rondar as “várias centenas de milhares de euros” e permitir a criação de 20 novos postos de trabalho.
 
O Parque Empresarial de Tavira foi o espaço escolhido pela Driscoll's que irá ali ocupar uma área de 6.000 metros quadrados e servir suporte aos produtores independentes que estão a surgir no sotavento algarvio.
 
Fernando Horta, administrador da Empresa Municipal Parques Empresariais de Tavira, diz-se satisfeito por “os meses de negociação com aquela empresa terem dado resultados”, podendo, agora, o concelho de Tavira contar com um parceiro que lhe irá trazer “valor acrescentado”.
 
“Após meses de negociação, os responsáveis da empresa convenceram-se da qualidade da infraestrutura e da dinâmica com que o parque está a ser gerido”, referiu o responsável, que perspetiva que os empregos gerados se possam efetivar a partir de Abril de 2014. Segundo o mesmo, a Driscoll's prevê investir 600 milhões de euros na nova unidade. 
 
O parque empresarial tem já acordo com uma empresa vinícola, o que reflete a aposta que tem sido feita a nível municipal na potenciação do setor agroalimentar no concelho.
 
“Temos outras três situações que, se não se concretizarem até final do ano, acredito que vão acontecer no primeiro trimestre do próximo ano”, avança, acrescentando que, a ir para a frente, estes negócios podem representar “um número significativo” de postos de trabalho.
 
O administrador destaca a proximidade de uma autoestrada (A22) e do país vizinho como fatores que, aliados a incentivos fiscais do município, podem servir para atrair mais negócios para o parque, situado na zona de Santa Margarida. “É uma porta de entrada, de saída, a localização estratégica junto à fronteira está a ser aproveitada”, afirma.

Notícias sugerida por Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close