Sociedade

Setúbal constrói estrada de emergência na Mitrena

A Câmara de Setúbal está a construir uma estrada de emergência para facilitar a evacuação da zona industrial da Mitrena, e que irá funcionar apenas em caso de acidente. A construção que começou há uma semana em terreno cedido pela REFER deverá estar
Versão para impressão
A Câmara de Setúbal está a construir uma estrada de emergência para facilitar a evacuação da zona industrial da Mitrena, e que irá funcionar apenas em caso de acidente. A construção que começou há uma semana em terreno cedido pela REFER deverá estar concluído dentro de dois meses.

“Estamos a construir uma via com cerca de quatro metros de largura, para que, em caso de uma qualquer ocorrência na EN 10-4 ou em qualquer uma das indústrias da Mitrena, termos uma via alternativa para podermos evacuar esta zona”, disse o Coordenador da Proteção Civil Municipal, José Luís Bucho, durante uma visita às obras.

Com uma extensão de 4.200 metros, a nova estrada entre Praias-do-Sado e a fábrica da Portucel está a ser construída pelo Regimento de Engenharia do Exército num caminho já existente, de forma a garantir uma possibilidade de fuga em caso de acidente na EN10-4 ou em empresas da zona industrial da Mitrena.

“Se ocorrer um acidente, a Proteção Civil entra em contacto com o Centro Coordenador Operacional da CP, em Lisboa, e os comboios serão imediatamente parados”, disse, acrescentando que a nova estrada faz parte das recomendações do Plano de Emergência de algumas empresas de maior risco de acidentes industriais e da carta de risco da Mitrena.

Segundo Vítor Pereira, da REFER, a empresa decidiu ceder os terrenos junto à via-férrea para a execução da obra, uma vez que se trata de “um caminho alternativo que também é importante para a empresa, uma vez que vai servir clientes do caminho de ferro”.

A necessidade de construir uma estrada de fuga na península da Mitrena, zona de elevada concentração de indústrias, tem origem na existência de uma única via, não circular, com uma faixa de rodagem em cada sentido, a EN 10-4, marginal ao Estuário do Sado, com um elevado tráfego rodoviário.

Para o vereador municipal, citado em comunicado, esta é “uma via muito importante para a segurança das populações do município de Setúbal e de enorme relevância, uma vez que ajuda a resolver um problema que existia há vários anos”.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close