Mundo

Reino Unido: Gato reencontra donos após seis anos

Um gato reencontrou a família depois de ter desaparecido sem deixar rasto há seis anos em Staffordshire, no Reino Unido, durante umas férias com os donos.
Versão para impressão
Um gato reencontrou a família depois de ter desaparecido sem deixar rasto há seis anos em Staffordshire, no Reino Unido. Em 2006, Mac saltou do barco onde estava com os donos durante umas férias e nunca voltou, o que fez com que Stuart e Maureen Emery temessem ter perdido para sempre o animal. Porém, este mês, o felino foi resgatado de boa saúde e já regressou à casa onde viveu a vida inteira.
 
“Nunca pensei voltar a ver o Mac”, confessou Stuart Emery, de 64 anos, ao jornal local britânico Thetford & Brandon 24 Times. “Sempre nos perguntámos o que lhe teria acontecido mas, para ser honesto, pensávamos que ele teria morrido há anos”, acrescentou o tutor do animal, ainda surpreendido com o ocorrido.
 
Porém, há algumas semanas, o gato, de 18 anos de idade e que estava com os donos desde bebé, foi encontrado e salvo por uma instituição de cuidados animais junto a uma zona onde seriam demolidos vários edifícios. Depois de o retirarem da rua, os voluntários da Iris' Cats In Need descobriram que Mac tinha um micro-chip ligado à antiga morada da família Emery, na região de Essex.
 
Apesar de, entretanto, terem mudado de casa, a carta foi reencaminhada para o novo endereço e, assim que teve conhecimento do que se passava, o dono viajou prontamente para Stoke-On-Trent, uma cidade de Staffordshire, para o esperado reencontro.
 
“Quando entrei na sala ele reconheceu-me instantaneamente e saltou para o meu colo. Foi um momento cheio de emoção”, partilhou Stuart Emery, que contou que os voluntários ficaram surpreendidos com o facto de ter viajado 80 km para recuperar o animal. “Se fosse necessário teria ido até à Escócia para o trazer de volta porque ele faz parte da nossa família”, acrescentou.
 
O dono acredita que o facto de ter as vacinas em dia terá salvo o animal de estimação, que agora prefere ficar por casa a lançar-se em experiências fora de casa. “Ele está muito bem de saúde para um gato de 18 anos, ganhou peso desde que regressou mas não parece querer voltar a sair. Acho que se cansou de grandes aventuras”, concluiu Stuart Emery, que diz sentir-se tão sortudo como se tivesse ganho a lotaria.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close