Negócios e Empreendorismo

Projeto quer revalorizar Pêra Passa

NULL
Versão para impressão
A Plataforma para o Desenvolvimento da Região Interior Centro (BLC 3) candidatou aos fundos comunitários da União Europeia um projeto para a valorização de uma das maiores riquezas da zona: a Pêra de S. Bartolomeu, também conhecida por Pêra Passa.
 
O projeto inovador corresponde a um investimento de cerca de 700 mil euros, assumindo-se como uma tentativa de salvar o fruto que quase desapareceu por falta de apostas na tecnologia.
 
Dado que os frutos secos são muito populares, a BLC 3 quer instituir um novo “modus operandi” para a promoção da Pêra Passa. De acordo com o site da Plataforma, o projeto em causa prevê a criação de uma unidade piloto que descasca, desidrata, espalma e embala as peras, automatizando todo o circuito que vai desde a produção até à entrada na cadeira comercial.
 
O propósito é que os testes realizados na unidade piloto permitam, no futuro, a industrialização daquela que consideram ser uma “grande riqueza regional” e a sua recuperação para o mercado nacional e internacional.
 
Atualmente, num processo que continua a recorrer a métodos ancestrais, produz-se meia dúzia de toneladas de Pêra de S. Bartolomeu por ano. A principal zona de produção do fruto situa-se nos concelhos de Oliveira do Hospital, Tábua, Seia e em algumas freguesias dos concelhos de Viseu, Nelas, Gouveia, Mangualde e Santa Comba Dão.
 
[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close