Ambiente

Projeto procura ajuda para conservar burro português

Está a decorrer uma campanha de financiamento coletivo que quer conservar o burro português e pretende ainda criar um programa pioneiro de terapia para deficientes com estes animais.
Versão para impressão
Está a decorrer uma campanha de financiamento coletivo que quer “Conservar os Burros ajudando as Pessoas”. O projeto, que quer preservar o burro português, realçando a sua importância na cultura do nosso país, pretende também iniciar um programa pioneiro em Portugal de asinoterapia – terapia feita com o auxílio destes animais – para melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência.
 
Com a mecanização da agricultura e o desenvolvimento dos transportes, os burros perderam a sua utilidade e encontram-se, atualmente, em vias de desaparecimento. Porém, há quem não queira deixar que o animal desapareça de vez da nossa paisagem rural, fazendo esquecer “toda uma história de cumplicidade e afetos que marcou gerações e deixou traços profundos na cultura e tradição portuguesa”. 
 
O objetivo dos mentores da iniciativa, resultado de uma coordenação de esforços entre a Associação Burricadas e a Reserva de Burros, é chegar aos 35.000 dólares (cerca de 27.000 euros) mas, a 24 dias do final da campanha, ainda só estão reunidos 2.000 (perto de 1.500 euros), pelo que se têm multiplicado as tentativas de divulgação.
 
Na página da campanha de financiamento coletivo, Diogo Pimenta, Rute Candeias e Jorge Falcão, três dos rostos por detrás do projeto, explicam que o propósito do programa é “contribuir para a conservação do burro através da valorização do seu potencial terapêutico e educacional, zelando simultaneamente pelo bem-estar humano e animal”.
 
Se conseguirem juntar o montante ambicionado, os responsáveis propõem-se construir, em Mafra, num terreno com 3 hectares, o “Parque dos Burros”, um espaço de pastagens e abrigos para 40 animais desta espécie. Além disso, pretendem dar continuidade à “missão de acolher burros abandonados ou a necessitar de cuidados especiais”, aumentando a capacidade de resposta.

Centro de terapia para ajudar pessoas com deficiência

 
Será ainda criado um espaço de asinoterapia – o ASINUS – com instalações apropriadas para deficientes e com boas condições de acessibilidade. Nesse local será possível organizar sessões de terapia com estes animais, utilizando “o burro como terapeuta graças às especificidades físicas e comportamentais que o caraterizam”, nomeadamente a docilidade e a paciência.
 
A técnica, que deu os primeiros passos na Bélgica nos anos 70, ajuda a beneficiar “pessoas com diversos tipos de perturbação, desde crianças a idosos, desde o indivíduo que se encontra com desordens a nível emocional, em estado de depressão ou ansiedade, até ao doente com deficiência profunda”, desde pacientes com autismo a pessoas com dificuldades de aprendizagem e fala.
 
Segundo a equipa, a asinoterapia permite melhorar “a tonicidade muscular e a consciência corporal”, mas também o equilíbrio, a autoestima e a confiança, bem como “diminuir o stress e a agressividade, aumentar a capacidade de concentração”, entre outras vantagens. 
 
A Reserva de Burros e a Associação Burricadas estão ainda a organizar a exposição “Vozes de Burro Chegam ao Céu?”, a inaugurar no próximo dia 1 de Dezembro no Centro de Ciência Viva de Sintra, que vai dar aos visitantes a oportunidade de participar em diversas atividades relacionadas com o burro, de visionar um pequeno filme sobre a situação da espécie e ainda interagir com dois destes animais.
 
As contribuições efetuadas em prol da campanha de financiamento coletivo recebem, independentemenete do montante – dos 5 dólares (3,86 euros) aos 1.000 dólares (772,37 euros) – várias contrapartidas simbólicas, que vão desde um e-mail de agradecimento ou um diploma de agradecimento digital a um fim-de-semana no Parque dos Burros com a gravação do nome no mural de co-fundadores do Centro de Terapia Assistida com Burros.
 
Clique AQUI para aceder à página da campanha onde poderá dar o seu contributo.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close