Mundo

Procuram-se voluntários para ir viver…para Marte

Gostava de ir viver para outro planeta? Esta pode ser a sua oportunidade. Uma organização holandesa está à procura de voluntários que queiram trocar a vida na Terra por uma experiência marciana, "emigrando" para Marte.
Versão para impressão
Gostava de ir viver para outro planeta? Esta pode ser a sua oportunidade. Uma organização holandesa está à procura de voluntários que queiram trocar a vida na Terra por uma experiência marciana, “emigrando” para Marte para ali viverem e participarem num reality-show. O recrutamento já está a decorrer e está aberto a cidadãos de todo o mundo.
 
O anúncio foi feito esta segunda-feira pela Mars One, associação sem fins-lucrativos responsável por este projeto, que quer encontrar 24 voluntários – seis grupos de quatro pessoas de diferentes países – que começarão a viajar para o planeta vermelho em 2022. Os quatro primeiros voluntários deverão aterrar em Marte em 2023, depois de uma viagem de sete meses.
 
Segundo a Mars One, os candidatos terão de ter mais de 18 anos e ser fluentes em língua inglesa, além de terem “capacidade de adaptação, tenacidade, criatividade e compreensão para com os outros”, explicou Norbert Kraft, diretor médico da organização, que aposta na cobertura mediática do projeto para angariar fundos e financiar uma parte significativa dos elevadíssimos custos da missão.


Veja acima o vídeo oficial de apresentação deste projeto
 

A chegada dos voluntários a Marte e os seus primeiros passos no sentido de montar uma “colónia” de humanos no planeta vermelho vai dar lugar, de acordo com a organização, à exibição de um “reality-show” marciano.
 
“O objetivo da Mars One é levar os seres humanos a Marte e precisamos do interesse do mundo para fazer isso acontecer”, justificou Ban Lansdorp, co-fundador da associação, que esclareceu que os custos da viagem serão de cerca de seis mil milhões de dólares e que estes diminuem consideravelmente por não haver regresso (e consequente necessidade de equipamento para o fazer). 
 
“Ao contrário de, por exemplo, uma cobertura televisiva dos Jogos Olímpicos, pretende-se que os meios de comunicação internacionais se mantenham interessados de forma duradoura após a seleção dos astronautas, o treino, o lançamento e a chegada a Marte”, frisou.

Escolhidos vão enfrentar desafios difíceis
 

A Mars One adiantou que, até ao momento, já recebeu “10.000 e-mails de pessoas de mais de 100 países diferentes interessadas nesta missão”. 
A primeira ronda de candidaturas, que decorrem online, vai prolongar-se até 31 de agosto e, depois, os especialistas da organização vão eleger os astronautas que continuam na disputa.

Segue-se a escolha, por parte de cada país, do seu candidato e, feita esta escolha, restarão entre 24 e 40 pessoas que serão treinadas para a missão em Marte. 
 

Embora o financiamento seja uma das principais dificuldades, a “emigração” para Marte vai implicar desafios maiores, sobretudo para os aventureiros: além de não poderem regressar à Terra, vão ter de viver em pequenos habitats, encontrar água, produzir o próprio oxigénio,  cultivar os seus alimentos num ambiente hostil e suportar radiações cósmicas perigosas durante a viagem.
 
O projeto tem provocado grande ceticismo entre os especialistas, mas já recebeu o apoio de um Nobel da Física: o cientista holandês Gerard't Hooft, que conquistou o prémio em 1999 e marcou presença na conferência de imprensa feita pela organização.

“Ainda estou cético, devido aos contratempos e complicações, mas isto é tecnicamente possível”, admitiu.
 

Clique AQUI para visitar o site da Mars One, onde é possível fazer a sua candidatura e saber mais sobre esta missão (em inglês).

Notícia sugerida por Patrícia Guedes e Carla Neves

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close