Inovação e Tecnologia

Portugueses criam solução para pagamentos móveis

Está a chegar uma nova solução 100% portuguesa para a realização de pagamentos com dispositivos móveis, nomeadamente smartphones. A plataforma inovadora está já também preparada para ser exportada e utilizada em diferentes países.
Versão para impressão
Está a chegar uma nova solução 100% portuguesa para a realização de pagamentos com dispositivos móveis, nomeadamente smartphones. A plataforma inovadora está já também preparada para ser exportada e utilizada em diferentes países, integrando as diversas tipologias de equipamentos móveis adotadas em cada um deles.
 
De acordo com um comunicado enviado ao Boas Notícias, o desenvolvimento da Mobipag – como foi batizada esta solução – foi promovido pelo Centro de Excelência em Desmaterialização de Transações (CEDT), tendo contado com um consórcio de diversas empresas e entidades científicas.
 
O principal objetivo desta plataforma “é reduzir cada vez mais a utilização do dinheiro, substituindo as notas e moedas, e diminuir os custos das transações eletrónicas através da utilização de infraestruturas wireless”, explicam os seus criadores.
 
Atualmente, dizem as estimativas, em pontos de venda com atendimento, 60% do número de pagamentos é efetuado com notas e moedas, especialmente em transações de elevada frequência e menor valor (até 15/20 euros). Com esta nova forma de pagamento eletrónico, destacam os mentores, “reduzem-se os custos operacionais, o que aumenta as receitas e contribui para um maior crescimento económico”.
 
Além disso, “a tecnologia desenvolvida é totalmente seguda, com sistemas de autenticação, e pode ser utilizada em dispositivos e softwares diferentes, acessíveis em qualquer lugar”, estando já preparada para “viajar” até outros países e adaptar-se às suas realidades.
 
No decorrer do mês de Abril vão ter lugar várias ações de apresentação e demonstração da Mobipag, incluindo um piloto nacional demonstrador e um workshop. O piloto será testado em três sessões, na Universidade do Minho, e servirá igualmente para avaliar a eficiência da plataforma.
 
Com esse propósito serão testados quatro momentos de utilização de dinheiro eletrónico, concretamente para pagamento de bens e serviços nos bares, compra e validação de senhas de refeição, compra e validação de títulos de transporte e obtenção e utilização de cupões de oferta.
 
O desenvolvimento do projeto contou com a colaboração de vários parceiros nacionais, desde operadores móveis a operadores bancários e empresas da área tecnológica e científica, nomeadamente as empresas Cardmobili, Creativesystems, Multicert, Portugal Telecom e Wintoutch, bem como a Universidade do Minho, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e o Instituto Superior Técnico.
 
No acompanhamento do negócio da Mobipag participaram ainda Optimus, TMN, Vodafone Portugal, SIBS, CTT e os bancos Millenium BCP, BES, BPI, Caixa Geral de Depósitos, Mastercard Europa e Visa Europa.
 
Desmaterialização do dinheiro traz “múltiplas vantagens”
 
A Mobipag – Iniciativa Nacional para Pagamentos Móveis surge no âmbito do projeto de Desmaterialização de Pagamentos promovido pelo Centro de Excelência em Desmaterialização de Transações (CEDT), que considera que a desmaterialização do dinheiro traz múltiplas vantagens.
 
Entre estes benefícios, salienta aquela entidade, está “uma maior comodidade no transporte e uma gestão mais fácil das transações, maior segurança e ainda o crescimento das vantagens para as partes envolvidas, quer sejam os consumidores, os lojistas, a banca ou os operadores de transações eletrónicas”.
 
Os pagamentos móveis apresentam-se também “como uma oportunidade de reforço da eficiência do sistema de pagamentos português, através de soluções eletrónicas de transações” que, hoje em dia, “ainda utilizam meios de pagamento com custos elevados”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close