Desporto

Português é campeão do mundo em maratonas BTT

Tiago Ferreira sagrou-se campeão do mundo em maratonas BTT (XCM) no início da semana em Laissac, na França. O atleta luso concluiu a prova em pouco mais de quatro horas, 19 segundos à frente do segundo classificado.
Versão para impressão
Tiago Ferreira sagrou-se campeão do mundo em maratonas BTT (XCM) no campeonato Roc Laissagais que decorreu no início desta semana em Laissac, França. 4h01m57s foi o tempo que o ciclista ao serviço da seleção portuguesa levou para percorrer o percurso de 90 quilómetros.

Atrás de Tiago Ferreira ficaram o austríaco Alban Lakata (prata) e o checo Kristian Hynek (bronze), este último a 56 segundos de Tiago Ferreira, que acumulou 3.130 metros de subida.

O português dominou toda a prova, primeiro num grupo numeroso e, depois, entre aqueles que se destacavam e foram mudando ao longo da corrida. No último ponto de assistência só o colombiano Héctor Paez seguia com o ciclista luso, mas ficou para trás à medida que Tiago Ferreira avançava para a meta.

“A dada altura o Hector Paez atacou na última subida e eu fui com ele. Sofri muito em alguns momentos, mas sabia que tinha de resistir. Na descida ele arriscou muito para me 'descarregar' e acabou por cair. Vi-me sozinho na frente, também acabei por cair, mas levantei-me de imediato e dei tudo até à meta", explica o campeão mundial de maratonas BTT.

A conquista marcou a segunda vez que um desportista português ganhou um mundial de elite (a outra medalha de ouro foi para Rui Costa, conquistada na estrada em 2013).

Luís Leão Pinto também representou a Seleção Nacional/Liberty Seguros, mas não conseguiu terminar a corrida. No setor feminino, a correr pelas respetivas equipas, Celina Carpinteiro foi 27.ª, a 37m06s, da vencedora, a suíça, Jolanda Neff, e Ilda Pereira foi a 40.ª, a 52m04s da primeira classificada.

Europeu, Mundial e Jogos Olímpicos

A prova decorreu apenas 21 dias depois de Tiago Ferreira ter conquistado a medalha de prata no Campeonato da Europa, que decorreu na Letónia (a medalha de ouro foi para o estoniano Peeter Pruus). O corredor vai agora representar Portugal nos Jogos Olímpicos, juntamente com David Rosa.

"Sentia-me muito bem e estava super motivado pelo segundo lugar no Europeu. De início, sabia que era preciso impor um ritmo alto. Consegui partir o grupo de atletas, até que ficámos cinco na frente”, acrescenta sobre a mais recente prova. 

"Foi uma corrida perfeita do Tiago, que fez uma gestão tática fantástica, cumprindo com todas as indicações. A prova desenrolou-se como queríamos e vivemos um dia espetacular, com dezenas de portugueses a comemorar a vitória na meta", diz Pedro Vigário, selecionador nacional.

Notícia sugerida por Nuno Silva

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close