Negócios e Empreendorismo

Portugal reforça relações comerciais com Venezuela

Portugal prevê fornecer à Venezuela 153,4 milhões de dólares (112,1 milhões de euros) em bens alimentares, segundo dados do Ministério de Economia (ME) português divulgados pela Lusa. Foram também assinados acordos noutras áreas - como a energia, har
Versão para impressão
Portugal prevê fornecer à Venezuela 153,4 milhões de dólares (112,1 milhões de euros) em bens alimentares, segundo dados do Ministério de Economia (ME) português divulgados pela Lusa. Foram também assinados acordos noutras áreas – como a energia, hardware, construção civil e petróleo – que vão reforçar as trocas comerciais entre os dois países. 

À margem da 5ª reunião da Comissão Mista de Acompanhamento Bilateral realizada em Caracas, o secretário de Estado do Comércio afirmou que Portugal quer que a Venezuela passe rapidamente a estar no top 10 dos clientes das exportações portuguesas a nível mundial.

“No âmbito da reunião, as empresas portugueses apresentaram proposta para fornecimento de diverso produtos e serviços e desenvolvimento de projetos que deverão dar origem a ordens de compra e/ou contratos: Bens alimentares (153,4 milhões de dólares), logística alimentar e equipamento de frio (115 milhões de dólares – 84,11 milhões de euros) e cabos de fibra ótica”, explica um comunicado do ME.

O documento, a que a Agência Lusa teve acesso, começa por sublinhar que “foi efetuada uma avaliação do desenvolvimento dos diversos projetos de cooperação bilateral”.

Segundo o ME “foi decidida a aplicação de recursos no valor total de 205,2 milhões de dólares (150,06 milhões de euros) a diversos projetos, nas áreas de infraestruturas” dos quais 148,8 milhões de dólares para as obras de ampliação e modernização do porto de La Guaira.

Por outro lado, precisa que durante a reunião Lisboa e Caracas acordaram compras de alimentos por 10 milhões de dólares, o fornecimento e montagem e 31 extensões de supermercados, por 25 milhões de dólares, 3 milhões de dólares em portáteis Canaima (nome local do Magalhães) e 19,5 milhões de dólares em projeto de eletricidade, nomeadamente no que respeita a linhas de alta tensão e uma unidade piloto para geração eólica.

Adicionalmente foram celebrados acordos para o fornecimento de “kits” de componentes para o fabrico local de 20.000 computadores portáteis, pelo valor indicativo de cerca de 140 milhões de dólares.

Por outro lado, o Ministério das Obras Públicas venzuelano e a empresa Lena identificaram “o local para a construção de cerca de 6.256 das habitações previstas no contrato já celebrado e estabeleceram os pormenores finais para dar início às obras” que terão lugar na localidade de Cúa, Valles del Tuy, a sul de Caracas.

O documento termina explicando que “decorreram ainda as negociações que deverão dar origem nos próximos dias à assinatura do contrato para a aquisição do ferry Atlântida, produzido pelos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, que deverá prestar serviços no âmbito do turismo social na Venezuela”. “Acordou-se um valor de 42,5 milhões de euros para o barco”, conclui.

Foi ainda acordada a renovação do contrato de fornecimento de crude por um período de 12 meses entre a Galp (portuguesa) e a Pdvsa (empresa petrolífera estatal venezuelana), “que estipula a aquisição, por parte da Galp de 1 milhão de barris com a opção de 1 milhão adicional”.

Além da Venezuela, Portugal está a explorar novas oportunidades de negócios e reforço das relações bilaterais no Panamá e na Colômbia, acrescentou, em Caracas, o secretário de Estado do Comércio português, citado pela Lusa.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close