Cultura

Poemas de Fado traduzidos para inglês

A partir de agora, muitos admiradores estrangeiros vão poder descobrir de que palavras se faz afinal o Fado. A antologia Saudade, lançada esta semana pela delegação londrina da Fundação Calouste Gulbenkian, reúne traduçõe
Versão para impressão
[Foto: Francisco Leal via MySpace.com]

A partir de agora, muitos admiradores estrangeiros vão poder descobrir de que palavras se faz afinal o Fado. A antologia Saudade, lançada esta semana pela delegação londrina da Fundação Calouste Gulbenkian, reúne traduções de 53 poemas para a língua inglesa, incluindo “Estranha Forma de Vida”, de Amália Rodrigues, e “Gaivota”, de Alexandre O’Neill.

A responsável pelo projeto, Mimi Khalvati, explica à agência Lusa que o objetivo da antologia é “dar uma panorâmica geral do que é o fado”. Por isso, foram escolhidos poemas antigos, modernos, populares, eruditos, românticos e também de cariz político.

Editada em versão bilingue, Saudade torna “disponível ao público internacional a temática abordada nos poemas do Fado”. Isabel Lucena, do departamento de artes da delegação da Gulbenkian em Londres, frisa que o Fado tornou-se “bastante conhecido internacionalmente nos últimos anos, mas em geral as pessoas desconhecem a diversidade e a complexidade da poesia do fado”. 

No entanto, levanta-se a questão: como traduzir fielmente as emoções transmitidas pelo Fado e por uma língua tão particular, a única no mundo que fez nascer a palavra “saudade” – precisamente o título desta antologia? “Alguns [dos textos] são bastante próximos do original, outros são mais imitações livres e alguns estão no meio”, refere Mimi Khalvati.

Os textos foram traduzidos por 18 poetas anglófonos, todos tradutores experientes. Cada um teve a seu cargo três poemas, selecionados previamente pelo escritor Vasco Graça-Moura – ele próprio autor de um dos poemas escolhidos.

Todos tiveram liberdade no seu trabalho de tradução e enquanto uns tentaram manter-se fiéis ao original, outros “abandonaram a consideração formal poética, como as rimas e a métrica”, explica Mimi Khalvati.

O livro estará disponível nas livrarias tradicionais e também nos principais portais online, como a Amazon.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close