Saúde

Pipocas são boa fonte de antioxidantes, diz estudo

As pipocas têm níveis mais elevados de antioxidantes saudáveis do que muitas frutas e legumes, o que pode torná-las "rainhas das refeições ligeiras".
Versão para impressão
As pipocas têm níveis mais elevados de antioxidantes saudáveis do que muitas frutas e legumes. De acordo com um estudo recente, estes aperitivos podem, portanto, ser “os reis das refeições ligeiras” por surprirem cerca de 70% das necessidades diárias de cereais ao mesmo tempo que fornecem fibras e, sabe-se agora, antioxidantes ao organismo.
 
Os investigadores, que apresentaram as suas conclusões na conferência anual da Sociedade Americana de Química, afirmam que ainda não é conhecida a quantidade de antioxidantes saudáveis retirados das pipocas que é, de facto, absorvida pelo corpo humano. 
 
No entanto, o estudo, que, para já, não está publicado, deixou claro que estas apresentam grande concentração de polifenóis, antioxidantes que reduzem os danos provocados pelos “radicais livres” presentes em alimentos considerados bons para a saúde.
 
“Todos sabemos que os vegetais têm antioxidantes, mas nunca ninguém analisou as pipocas sob este ponto de vista”, afirmou Joe Vinson, professor de Química na Universidade de Scranton, em declarações ao portal WebMD. 
 
Estes especialistas decidiram fazê-lo: estudaram quatro marcas comerciais, duas delas de pipocas pré-feitas vendidas nos supermercados e outras duas de saquetas para levar ao microondas. Depois de diversos testes, observaram que a quantidade de antioxidantes por porção variava entre os 242 e os 363 miligramas contra os cerca de 160 que se encontram, por norma, em diversas peças de fruta.
 
No entender dos autores do estudo, esta maior concentração de antioxidantes nas pipocas deve-se ao facto de, no caso dos aperitivos, estes não estarem diluídos em água. Porém, os investigadores alertam que, naturalmente, estes resultados não devem colocar a fruta e os legumes fora da ementa, uma vez que fornecem nutrientes impossíveis de retirar de outros alimentos.
 
Apesar de serem, segundo Vinson, “um snack maravilhoso e rico em fibras”, é preciso ainda ter em conta que usar demasiada manteiga ou outras gorduras na sua elaboração e adicionar-lhes muito sal ou açúcar, pode destruir as suas qualidades.

[Notícia sugerida por Raquel Bâeta, Patrícia Guedes, Sofia Baptista e Diana Rodrigues]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close