Mundo

Palestina entra na UNESCO

NULL
Versão para impressão
A Palestina tornou-se, esta segunda-feira, membro pleno da UNESCO. A conferência geral do organismo pronunciou-se a favor da adesão do país, na sequência de uma recomendação do conselho executivo.

A proposta foi aprovada com 107 votos a favor (dois terços dos membros da organização), entre eles os do Brasil, França, Rússia, China, Índia e África do Sul.

Os EUA, por seu lado, integram o grupo de 14 países que se opuseram a esta adesão e ameaçaram mesmo cortar o financiamento à UNESCO caso a Palestina deixasse o estatuto de membro observador, que mantivera até agora.

Portugal absteve-se na votação, à semelhança de outras 51 nações. De acordo com Paulo Portas, ministro dos Negócios Estrangeiros, o voto português foi um “voto europeu” para aceder ao pedido que as altas entidades da União Europeia efetuaram no sentido da abstenção dos seus estados-membros.

A Palestina torna-se, assim, o 195º membro da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, entidade criada em 1945.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close