i9magazine

Paddy Cosgrave – Cofundador e CEO da Web Summit

Versão para impressão

Já se encantou pela hospitalidade nacional, mas não só – o talento português também atraiu Paddy Cosgrave, tendo anunciado a abertura do primeiro escritório da sua empresa em Lisboa!

Paddy revelou à i9 magazine as suas expetativas, sugestões e dicas para triunfar na Web Summit 2016. De e 7 a 10 de novembro, todos os caminhos vão dar ao Parque das Nações, em Lisboa, onde são esperados mais de 50 mil participantes, 2000 start-ups, 600 oradores, 1500 investidores, mais de 1500 media, entre 15 palcos temáticos e 21 cimeiras.

Cresceu numa quinta. O seu pai era agricultor mas, como afirmou numa entrevista, “ele sabia que as vacas não seriam importantes para o meu futuro e que os computadores eram o único futuro”. Foi por isso que decidiu criar a Web Summit?

Sim, o meu pai adorava todas as coisas da Apple, isso foi uma das minhas primeiras memórias sobre tecnologia. Mas a Web Summit surgiu após o meu envolvimento com diferentes start-ups e a participação em vários eventos de tecnologia. Sempre fiquei surpreendido como incorporavam tão pouca tecnologia. Parecia antiquado. Então, os cofundadores David Kelly, Daire Hickey e eu decidimos organizar uma conferência para empreendedores utilizando tecnologia. Seis anos depois estamos a comemorar o facto de sermos o maior mercado de tecnologia europeu. O caminho tem sido incrível.

A sua equipa está repleta de “engenharia de serendipidade” em vez de conhecimento sobre organização de eventos. É este o segredo para o sucesso da Web Summit?

O nosso talento para a “engenharia de serendipidade” oferece um enorme valor para os participantes. As tradicionais conferências empresariais contratam organizadores de eventos, mas ao longo dos anos temos contratado físicos com doutoramentos em áreas como sistemas complexos e análise de redes. Eles aplicam esse conhecimento e compreensão em tarefas que criam e otimizam redes na vida real.

O melhor exemplo prático de como a “engenharia do acaso” é trabalhada no nosso evento é a aplicação da Web Summit. É a melhor maneira para as pessoas se conectarem com outros participantes na Web Summit porque liga os 50 000 participantes através do nosso sistema de recomendação. É uma ferramenta incrível criada pela nossa equipa através da aplicação de dados que reúne informações sobre os participantes e sugere outros que serão de interesse para eles com base nos interesses, conexões mútuas e indústria.

Como resultado, oferecemos aos participantes uma experiência única de networking por causa da nossa abordagem, que é um dos grandes motivos porque a Web Summit tem sido bem-sucedida.

Lisboa estava a competir com Amesterdão. Ambas as cidades responderam a todas as suas solicitações. Por que é que escolheu a capital portuguesa? (E não vale dizer-nos que tinha medo que os surfistas boicotassem o evento caso não escolhesse uma cidade perto do mar. A vinda do seu irmão mais novo para Lisboa também ajudou na escolha?)

Passámos longos meses a olhar para vários locais em toda a Europa. Mas escolhemos Lisboa por causa da combinação “ótimo espaço” com “uma grande comunidade de start-ups”. As pessoas de Lisboa não poderiam ter sido mais acolhedoras. Lisboa é um ótimo lugar para se visitar. A comida, o vinho, as instalações e a beira-mar – são grandes atrativos. E claro que há 250 dias de sol!

Por favor, complete a frase: Espero que a Web Summit 2016 seja…

Uma grande experiência para todos os participantes!

 captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-54-48
Na sua opinião, quais vão ser os principais temas e tendências discutidas na Web Summit?

Neste ano estamos muito entusiasmados com a fileira automóvel. Vamos ter os principais líderes da indústria automóvel dos Estados Unidos e da Europa a mostrar o impacto da inovação disruptiva na indústria automóvel.

Entre os oradores deste ano, vamos ter Johan de Nysschen, Presidente da Cadillac; Carlos Ghosn, CEO da Renault-Nissan Alliance; e Martin Hofmann, CIO da Volkswagen, para exemplificar. Vão refletir sobre o ritmo crescente da disrupção na indústria automóvel, sobretudo na área dos carros autónomos. Esperamos que esta discussão sirva de fórum para os principais fabricantes de automóveis do mundo explorarem o número crescente de desafios tecnológicos nesta indústria.

Também vamos ter no nosso palco desportivo as principais estrelas, como Luís Figo, Rui Costa e Ronaldinho a discutirem sobre desporto, negócios e tecnologia. Há muito para ver!

Cada vez que uma nova edição da Web Summit começa, tem algum receio que algo corra mal?

Temos uma equipa incrível com mais de 150 pessoas focadas em tornar a organização de conferências disruptiva através da tecnologia. Só neste ano, a equipa da Web Summit organizou vários eventos internacionais, incluindo o Collision, com sede em Nova Orleães, a MoneyConf, em Madrid, o SURGE, em Bangalore, e o RISE, em Hong Kong. Cada vez que organizamos uma conferência aprendemos algo novo, é testamento para todos os envolvidos que continuamos a proporcionar uma melhor experiência para os participantes em cada conferência que organizamos, por isso penso que neste ano a Web Summit vai ser a melhor conferência que organizámos até agora.

Como é que uma start-up pode ter sucesso na Web Summit? Qual é o maior e mais comum erro que os jovens empreendedores cometem durante estes dias?

A preparação é fundamental. Se estiverem à procura de investimento, devem ter um plano para o pitch. Mantenham a vossa história simples e curta, mas certifiquem-se que abrange o que estão a fazer e por que é importante, por exemplo. Ensaiem e antecipem perguntas. Além disso, conheçam o espaço. Isso vai poupar-vos tempo e ajudar-vos a encontrarem as pessoas de que estão à procura. Sempre que possível, agendem as reuniões e preparem-nas com antecedência. A aplicação do evento é um bom ponto de partida! Por fim: convicção, convicção, convicção! Usem a vossa equipa eficazmente. Certifiquem-se de que se destacam. “Puxem” conversa com todos e quem quer que seja!

A aplicação da Web Summit funcionará como uma espécie de “networking automático”?

O nosso objetivo é melhorar a experiência dos nossos participantes com base nas suas necessidades. Assim, o intuito da app é incentivar o networking e contactar pessoas com interesses semelhantes e amigos em comum. Se se conectarem à aplicação com a vossa conta do Twitter e selecionarem dois interesses, podemos recomendar com quem deverão encontrar-se na Web Summit, seja um investidor, uma start-up, um orador ou qualquer um dos outros participantes.

Na i9 magazine acreditamos que a Web Summit vai realizar-se em Lisboa por mais de cinco anos (somos otimistas!). Também acredita nisto ou pretende voltar para Dublin ou até mesmo para outra cidade/país?

Lisboa é uma grande cidade para acolher a Web Summit. No caso de Lisboa, vocês têm instalações de classe mundial, com boas ligações de transportes públicos e também estão próximos do aeroporto. Definitivamente, estamos aqui para o próximo par de anos e já estamos surpreendidos com as boas-vindas antes da primeira edição [em Portugal]!

Chegou a Lisboa pela primeira vez em agosto de 2015. Agora, imagine que é um guia turístico da cidade. Onde gostaria de levar os turistas e o que lhes sugeriria para comer?

Ainda estou a começar a conhecer a cidade, mas até agora o Miradouro do Parque Eduardo VII é um ótimo lugar para relaxar e o Miradouro do Castelo de São Jorge tem vistas incríveis da cidade e está replete de história. Também adoro os elétricos e as grandes ruas que tornam Lisboa tão especial. Os eventos da Night Summit nas ruas do centro de Lisboa serão muito surpreendentes!

O conteúdo Paddy Cosgrave – Cofundador e CEO da Web Summit aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close