Ciência

Novo filme conta história do maior telescópio mundial

Para comemorar a inauguração do ALMA, o telescópio mais poderoso do mundo, o Observatório Europeu do Sul acaba de lançar um novo filme que apresenta a história daquele que é o maior projeto astronómico mundial.
Versão para impressão
Para comemorar a inauguração do ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), o  telescópio mais poderoso do mundo, o Observatório Europeu do Sul (ESO) acaba de lançar um novo filme que apresenta a história daquele que é o maior projeto astronómico mundial, desde os seus primeiros dias, há várias décadas, até aos primeiros resultados científicos recentes. 
 
O filme “ALMA – Em busca das nossas origens cósmicas”, desenvolvido em conjunto com os seus parceiros internacionais e que se estende ao longo de 16 minutos, leva-nos numa viagem até ao local que acolhe o telescópio, o planalto do Chajnantor, a uma altitude de 5.000 metros, no “ambiente único” do deserto do Atacama, no Chile.
 
Através da visualização do vídeo é possível conhecer a história do projeto desde os seus primórdios, quando a Europa, América do Norte e Leste Asiático desenvolveram um conceito comum para um novo e enorme telescópio, no milímetro e submilímetro, que pudesse observar os objetos mais frios e distantes do universo.


 

Além disso, o filme “mostra também a procura pelo local perfeito e os desafios técnicos e logísticos originados pela construção de uma infraestrutura tão grande num lugar remoto e sob condições extremamente rigorosas”.
 
Através de cenas de helicóptero e com a companhia de uma banda sonora “que inclui música composta de modo muito expressivo por Toomas Erm (do ESO)”, os espetadores têm oportunidade de conhecer de forma detalhada a tecnologia “complexa e extraordinária” da qual o ALMA depende, bem como compreender como as suas 66 antenas foram instaladas no planalto desértico.
 
A produção “dá-nos também uma visão dos emocionantes avanços científicos que o telescópio, o mais poderoso do seu tipo, nos proporcionará”, explica o ESO em comunicado, acrescentando que “estas expetativas já foram concretizadas pelos primeiros resultados científicos, obtidos ainda antes de a infraestrutura estar completamente concluída”.

Clique AQUI para ver o filme completo (com legendas disponíveis em português).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close