Literatura

Nova edição de "Mulherzinhas" com ilustrações originais

Em 1868 a editora Roberts Brothers encomendou à escritora Louisa May Alcott "uma história para raparigas". Um pedido que deu origem àquela que é uma das primeiras grandes obras a dar voz aos direitos das mulheres. "Mulherzinhas", o próximo clássico d
Versão para impressão
Em 1868 a editora Roberts Brothers encomendou à escritora Louisa May Alcott "uma história para raparigas". Um pedido que deu origem àquela que é uma das primeiras grandes obras a dar voz aos direitos das mulheres. "Mulherzinhas", o próximo clássico da coleção da Guerra e Paz, chega às livrarias a 15 de Setembro. 
 

Image and video hosting by TinyPic

Inspirada na sua história pessoal e na sua própria família, a norte-americana Louisa May Alcott deu vida aos March, uma família de quatro irmãs que vê o pai partir para a guerra e tenta sobreviver de forma engenhosa às dificuldades económicas com que se depara.

 As jovens irmãs Meg, Jo, Beth e Amy ficam com a mãe, revelando-se mais fortes do que qualquer adversidade, numa lição de amor, coragem e união. 
 
Com tradução de Rita Carvalho e Guerra, esta edição que agora chega às livrarias inclui as ilustrações originais da irmã da autora usadas na primeira edição, cronologia bibliográfica, caracterização das personagens e excertos do diário de Louisa May Alcott.
 
Em Outubro, a Guerra e Paz vai publicar "Boas Esposas", o segundo volume desta história.

Louisa May Alcott: Escrever para viver
 
Louisa May Alcott. Nasceu a 29 de Novembro de 1832, na Pensilvânia, Estados Unidos da América. Começou a vender histórias com o objetivo de ajudar a família financeiramente, tendo publicado o primeiro livro, "Flower Fables", em 1854.

Trabalhou como enfermeira durante a Guerra Civil Americana, experiência que serviu de base à obra "Hospital Sketches" (1863). O seu livro mais conhecido, "Little Women" ("Mulherzinhas"), foi escrito por encomenda da editora Roberts Brothers, que lhe pediu "uma história para raparigas", em 1868.

Louisa baseou-se nos Alcott para dar vida aos March, a família que compõe o núcleo central da obra. Face ao êxito imediato, escreveu um segundo volume ("Little Women Part Second" ou, no Reino Unido, "Good Wives"), no ano seguinte.

A história da família March prosseguiu ainda nas obras "Little Men" (1871) e "Jo’s Boys" (1886). A escritora faleceu a 6 de Março de 1888, dois dias depois do pai. Para além dos livros para crianças e adultos, ficou conhecida como abolicionista e defensora dos direitos das mulheres.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close