Mundo

Mulher ficou três horas na lama para salvar cavalo

Uma mulher ficou durante três horas na lama para salvar o seu cavalo, de 500 quilos, que ficou preso numa praia pantanosa de Melbourne, na Austrália.
Versão para impressão
Uma mulher ficou durante três horas na lama para salvar o seu cavalo, preso numa praia pantanosa de Melbourne, na Austrália. Perante a possibilidade de a água do mar chegar ao local onde o animal se encontrava, Nicole Graham decidiu não o largar e lutou para manter a cabeça de Astro à superfície, para que o cavalo não se afogasse, conta o Mail Online.
 
O acidente aconteceu quando Nicole e a filha, Paris, passeavam naquele local da costa australiana nos seus cavalos, como faziam habitualmente há quase 20 anos.

De súbito, o animal caiu na lama e o mesmo aconteceu à filha e ao seu pónei. Depois de salvar Paris e o pequeno cavalo, que também ficara parcialmente preso, levando-os para terra firme, Nicole voltou à lama para ajudar o seu amigo de quatro patas.

 
“Eu estava desesperada. Partiu-me o coração vê-lo a sofrer e a lutar para sair da lama”, revelou ao jornal britânico a mulher australiana, que possui mais dez cavalos e é especialista na realização de procedimentos odontológicos nestes animais.
 
Enquanto a mãe se esforçava para manter o cavalo tranquilo e em segurança, a jovem Paris pediu ajuda aos bombeiros através do telemóvel e, três horas depois, Astro foi sedado e removido da lama de boa saúde, embora com ligeiros sinais de desidratação.

“A lama parecia areia movediça. Fiquei muito aliviada quando vi os bombeiros chegar, porque estava a ficar muito cansada”, admitiu Nicole.

 
Para içar o cavalo, de quase 500 quilos, a equipa de resgate precisou de um trator, emprestado pelo dono de uma quinta próxima da praia e de uma equipa de veterinários, habitualmente ao serviço do agricultor e que se prestou a ajudar. Em último recurso, os bombeiros dispunham também de um helicóptero para proceder ao salvamento. 
 
Stacey Sullivan, uma das veterinárias envolvidas, admitiu que todo o processo foi “uma luta contra a corrente” que, “felizmente”, a equipa venceu. “Muitos cavalos não sobrevivem a uma situação destas e acredito que, sem os esforços da dona, as hipóteses de sobrevivência teriam sido muito inferiores”, salientou Stacey, em declarações ao Mail Online.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close