Mundo

Mulher de 104 anos voa de parapente

Peggy McAlpine é provavelmente a mulher mais velha do mundo a voar de parapente. A centenária, que se desloca numa cadeira de rodas, saltou de um pico com a altura de 730 metros, no norte do Chile, e está perto de entrar para o Guinness pela 2ª vez.
Versão para impressão
Peggy McAlpine é provavelmente a mulher mais velha do mundo a voar de parapente. A centenária, que se desloca numa cadeira de rodas, saltou de um pico com a altura de 730 metros, no norte do Chile, e está perto de entrar para o Guinness pela 2ª vez.
 
De acordo com o Sunday Express, a decisão de voltar a voar com o parapente partiu do desafio criado por uma norte-americana de 101 anos de idade, que bateu recentemente o anterior recorde de Penny.
 
Ao mesmo jornal, a inglesa, a viver agora no Chipre, assegurou: “Aproveitei cada minuto. Foi melhor que da última vez. Gostaria certamente de voltar a fazê-lo – especialmente se alguém me tirar o recorde”.
 
O momento foi registado num vídeo, posteriormente colocado no YouTube. A protagonista, que usa uma cadeira de rodas, está agora à espera que o Livro do Guinness confirme o seu recorde.

Peggy ganhou o gosto por desportos radicais aos 80 anos

 
Peggy revelou ainda que adora alturas desde muito jovem e que a primeira vez que viajou de avião foi em 1920, com apenas 12 anos.
 
A reformada, cujo marido Thomas morreu com cancro em 1980, afirmou ter ganho o gosto pelos desportos radicais aos 80 anos, quando os seus netos a aconselharam a experimentar bungee jumping no Essex, onde vivia.
 
“Subi até ao topo e olhei para baixo, vi as pessoas do tamanho de formigas e o meu coração afundou-se”, revelou. 
 
Angela Gokasan, da companhia de parapente Highline Air Tours, disse ao Sunday Express: “A Peggy completou o seu segundo voo com o piloto Ozgur Gokasan, que também foi o seu último piloto da última vez”.
 
“Eles pairaram sobre as nuvens e aterraram numa multidão de família, amigos e as três testemunhas necessárias para o Guinness”, acrescentou, referindo-se também aos dois filhos, quatro netos e dois bisnetos de Peggy.
 
“Estamos felicíssimos por ter voado com ela outra vez. O stress foi compensado quando vimos a sua cara e a de Ozgur depois de aterrarem. Ela é uma mulher fantástica”, concluiu.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close