Sociedade

Morango algarvio faz sucesso a norte da Europa

Nas encomendas de Natal e Passagem de Ano solicitadas por países como a Holanda, Finlândia, Reino Unido ou Rússia, o morango algarvio é uma constante. A procura é tanta que os stocks do fruto chegam mesmo a esgotar.
Versão para impressão
Nas encomendas de Natal e Passagem de Ano solicitadas por países como a Holanda, Finlândia, Reino Unido ou Rússia, o morango algarvio é uma constante. A procura é tanta que os stocks do fruto chegam mesmo a esgotar.

“Com a neve, o frio rigoroso e sem luz do sol suficiente, os países do Norte da Europa não conseguem produzir morangos para a época natalícia e, por isso, recorrem à produção algarvia”, explica à agência Lusa Pedro Vaquinhas, produtor de morangos e framboesas pelo método de hidroponia (sem solo).

O Algarve produz, por ano, cerca de 900 toneladas de morangos por hidroponia, das quais 75% é para consumo externo. “A procura é cada vez maior e estamos a tentar aumentar a produção nos próximos anos”, admite Pedro Vaquinhas.

O agricultor explica que a produção do morango é, por isso, um “negócio anti-crise”, uma vez que a fruta vendida em contra-estação “preenche lacunas no mercado”.

Os morangos algarvios são dos mais caros do mundo: nos supermercados internacionais como o Sainsbury, em Londres, o produto é marcado como sendo de luxo, sendo designados como “morangos de primeira classe”.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close