Sociedade

Minho lança projeto para prevenir alcoolismo juvenil

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Minho quer lançar, já no próximo ano letivo, um projeto-piloto com o objetivo de prevenir o alcoolismo junto dos estudantes dos 10 municípios da região.
Versão para impressão
A Comunidade Intermunicipal (CIM) Minho quer lançar, já no próximo ano letivo, um projeto-piloto com o objetivo de prevenir o alcoolismo junto dos estudantes dos 10 municípios da região.
 
O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo presidente da estrutura, José Maria Costa, que revelou que a implementação em 2015 “vai depender da disponibilidade da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte”, frisando que houve “muita abertura por parte do conselho de administração” a quem a ideia já foi apresentada. 
 
Segundo o responsável da entidade que congrega os 10 municípios do distrito de Viana do Castelo, esta proposta foi apresentada no passado mês de Maio durante uma reunião que contou com a presença do secretário de Estado da Saúde.
 
“O que propusemos à ARS do Norte foi desenvolver um projeto-piloto que trabalhasse o problema do alcoolismo na região em parceria com a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM)”, explicou José Maria Costa em declarações à Lusa.
 
“A proposta foi bem aceite e estamos a iniciar trabalho nesse sentido”, acrescentou o dirigente da CIM, que preside também à autarquia de Viana do Castelo e que esclareceu que o projeto-piloto passará pela promoção, junto das escolas da região, de iniciativas conjuntas relacionadas com as áreas de dependência, em particular do alcoolismo. 
 
“Estamos à espera da marcação de uma reunião para apresentarmos algumas ideias envolvendo também as redes sociais, a comunidade escolar e as Instituições Particulares de Sociedade Social (IPSS)”, adiantou José Maria Costa. “Queremos que seja um tema a ser trabalhado nas escolas dos 10 municípios com supervisão de técnicos especializados nesta área”, sublinhou. 
 
O presidente da CIM Minho disse ainda à Lusa que, ao abrigo do Fundo Social Europeu (FSE) 2014-2020, “as comunidades intermunicipais vão poder candidatar projetos na área das redes sociais e esta problemática será uma das prioridades”.
 
“Estamos a preparar o nosso trabalho para o futuro quadro comunitário e era uma aposta que gostaríamos de ver incluída numa parceria forte com a ARS-Norte”, finalizou. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close