Cultura

Mais de cem filmes no “Queer Lisboa”

O "Queer Lisboa 14", festival de cinema gay e lésbico da capital portuguesa, vai decorrer a partir desta sexta-feira e até dia 25. Ao todo, 118 filmes serão exibidos no eventos, dos quais 50 títulos concorrem nas secções competitivas do festival.
Versão para impressão
O “Queer Lisboa 14”, festival de cinema gay e lésbico da capital portuguesa, vai decorrer a partir desta sexta-feira e até dia 25. Ao todo, 118 filmes serão exibidos no eventos, dos quais 50 títulos concorrem nas secções competitivas do festival.

O realizador alemão Michael Stock estará presente para apresentar o documentário “Postcard to Daddy”, sobre a sua experiência pessoal como vítima de abusos sexuais em menor.

Na competição Melhor Longa-Metragem, o director do Tek Festival, de Roma, Massimo Vattani, apresenta “Cellar”, de Steve Staso, filme do qual é distribuidor em Itália. A actriz brasileira Tatiana Issa estará também presente em Lisboa, apresentando o documentário “Dzi Croquettes”, realizado com o actor Raphael Alvarez. Ainda na competição para Melhor Documentário, o realizador israelita Tomer Heymann apresentará o seu “I Shot My Love”.

Para a Melhor Curta-Metragem, apresentam-se Didier Blasco (realizador de “Toiletzone”, França); Eldar Rapaport (realizador de “Steam”, EUA); Juanma Carrillo (realizador de “Caníbales”, Espanha); Orlando Ávila (realizador de “Não Pise a Grama”, Brasil); e os portugueses André Santos e Marco Leão (realizadores e protagonistas de “Cavalos Selvagens”); Márcio Laranjeira (realizador de “Fuera de Cuadro”); e Vicente Alves do Ó (realizador de “A Assassina Passional está Louca!”).

Fora das competições, este ano a secção “Queer Art” está subdividida em dois planos: “Corpos Performativos, Géneros Performativos: do feminismo sexo-positivo, à pós-pornografia queer e Performance e Arte Vídeo”. Também neste âmbito o evento acolherá diversos convidados, que apresentarão as suas obras.

O grupo musical Anunamanta protagonizará um concerto na Sala 2, na terça-feira, dia 21 de Setembro, às 23:30. Joana Ruival, que integra este grupo, apresentará igualmente uma performance e, juntamente com Elena González, ministrará um Workshop de “Tango Queer”.

A acompanhar toda a semana do “Espaço da Memória / Queer Memory” estará a videasta Maile Colbert, no âmbito de um projeto de vídeo do Desafio ao Público deste ano.

Queer Lisboa homenageia Mário Cesariny

Este ano, a organização decidiu convidar três personalidades que privaram de perto com Cesariny (1923 2006) para partilharem com o público no Espaço da Memória/Queer Memory.

Uma dessas personalidades é o realizador Miguel Gonçalves Mendes, cujo documentário “Autografia” (2004), será exibido no dia 24 de Setembro, e também o artista multimédia e director da Perve Galeria, Carlos Cabral Nunes, além de Cruzeiro Seixas, único artista do grupo dos surrealistas portugueses ainda vivo, que participará através de um depoimento gravado em vídeo.

O festival irá exibir várias curtas-metragens sobre Cesariny e o grupo de surrealistas, que era também composto por Fernando José Francisco.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close