Sociedade

Mafra candidata a Património Mundial da UNESCO

O Palácio, Convento e a Tapada Nacional de Mafra são candidatos a Património Mundial da UNESCO. A candidatura será formalizada no prazo de um ano.
Versão para impressão
O Palácio, Convento e a Tapada Nacional de Mafra são candidatos a Património Mundial da UNESCO. A candidatura será formalizada no prazo de um ano.

“Queremos que a candidatura seja uma motivação para enriquecer a oferta turística e requalificar o palácio e, neste sentido, estão já a decorrer obras de recuperação na envolvente do palácio e vamos querer requalificar no futuro os carrilhões”, explicou à Lusa o vereador do Turismo da autarquia, Hélder Silva.

A Câmara de Mafra e outras entidades envolvidas na gestão do Palácio criaram uma unidade de missão para elaborar durante o próximo ano o dossiê de candidatura.

O dossiê técnico de candidatura vai ser elaborado por um conjunto de peritos nacionais, a maioria dos quais professores universitários. O objetivo desta iniciativa é contribuir para a “valorização e promoção monumental e ambiental” do conjunto formado pelo Palácio Nacional, Convento e Tapada de Mafra.

O protocolo de cooperação que formaliza a criação desta unidade de missão será assinado no sábado, dia 15, entre a autarquia, ministérios da Cultura, Defesa Nacional e da Agricultura, o Patriarcado de Lisboa e o Turismo de Lisboa.

A cerimónia será precedida pelo concerto inaugural da requalificação dos seis órgãos da basílica de Mafra.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close