Imagem: Luís Preto
Cultura Em Destaque

Luís Preto eleito fotógrafo revelação 2017

Luís Preto, com o seu portefólio “Maciço Antigo”, venceu o prémio Novo Talento FNAC Fotografia 2017, que premeia o talento da fotografia nacional.
Versão para impressão
por redação

O programa Novo Talento FNAC Fotografia tem como objetivo premiar fotógrafos cujos trabalhos primem pela originalidade, qualidade técnica e capacidade narrativa. A obra vencedora “Maciço Antigo” destacou-se pelo trabalho de reflexão, marcado por retratos intimistas e pelo desgaste da ação do tempo nas arquiteturas e nas populações de lugares isolados de Portugal.

O fotógrafo vencedor, Luís Preto, tem 38 anos e é profissional na área do Ambiente e Sistemas de Informação Geográfica. Desde 2016 que desenvolve o seu trabalho no campo da fotografia dedicando-se à mutação cultural das comunidades rurais no Norte de Portugal. Em 2017 viu as suas obras em exposições coletivas na School of Visual Arts em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, no Fotofestiwal, na Polónia e em Portugal no Museu do Douro e no Centro Português de Fotografia no Porto.

Sobre o portefólio vencedor o júri considerou que: “O autor consegue materializar o mundo rural português com o que o envolve, acabando por criar uma narrativa conscientemente cuidada que acaba por revelar as gentes e os lugares isolados num Portugal que vive entre o frágil e os poucos mas fortes alicerces do passado”.

O júri da edição de 2017 do programa Novo Talento FNAC da fotografia é composto por Mário Cruz – presidente do júri – (fotojornalista da Lusa e vencedor do World Press Photo 2016 na categoria de Assuntos Contemporâneos); Augusto Brázio (Fotógrafo); Francisco Feio (professor de fotografia); e Sérgio B. Gomes (jornalista do  Público).

A menção honrosa desta edição é dedicada a Adriano Pimenta, de 49 anos, pelo seu portefólio “Testemunho ou Chacado” – uma compilação de imagens que testemunham alguns dos elementos fundamentais da cultura, história e território Saudita. As fotografias simbolizam uma vivência de alguém que aprendeu a observar através da sua máquina fotográfica, a singularidade de uma nação.

Inês Condeço, diretora de comunicação da FNAC, ressalva que: “O Novo Talento FNAC Fotografia tem ao longo dos anos evidenciado o potencial e as aptidões dos artistas nacionais, expondo a diversificação de estilos dos seus projetos. É com muita satisfação que destacamos o trabalho dos dois fotógrafos, numa edição que foi marcada pela elevada qualidade dos trabalhos submetidos a concurso.”.

O vencedor do concurso recebe uma máquina fotográfica Canon, um curso de fotografia até um ano no Instituto Português de Fotografia, ambos parceiros do programa, e uma assinatura anual da revista “O Mundo da Fotografia”, media partner do concurso. Os fotógrafos verão, ainda, os seus trabalhos expostos nos Fóruns FNAC pelo período mínimo de um ano.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close