Negócios e Empreendorismo

Lítio: Portugal pode lucrar com aumento da procura

São boas notícias para Portugal. Prevê-se que a procura de lítio, a matéria-prima para baterias de carros elétricos, vai quadriplicar nos próximos anos. Esta situação poderá trazer muitos benefícios para Portugal que neste momento é o quinto maior pr
Versão para impressão
São boas notícias para Portugal. Prevê-se que a procura de lítio, a matéria-prima para baterias de carros elétricos, vai quadriplicar nos próximos anos. Esta situação poderá trazer muitos benefícios para Portugal que neste momento é o quinto maior produtor mundial de lítio.

Um estudo divulgado esta semana pela empresa de consultoria MarketResearch.com indica que a procura de lítio para a construção de baterias de iões vai quadriplicar até 2020, sobretudo por causa da indústria automóvel.

O mesmo estudo indica que em 2010 o mercado mundial de lítio ascendeu a 11 mil milhões de dólares (8 mil milhões de euros), mas que em 2020 deverá rondar os 43 mil milhões de dólares (31,5 mil milhões de euros).

Isto porque até agora a maior parte do lítio era adquirido para baterias de pequenos eletrodomésticos, como os telemóveis, mas a aquisição de lítio para veículos elétricos tem registado um aumento de procura, situação que deverá quadriplicar nos próximos anos.

Segundo alguns analistas consultados pelo jornal Expresso, Portugal tem pela frente uma oportunidade única para se destacar neste mercado emergente, pois atualmente já é o 5º maior exportador mundial de lítio, e tem potencial de exploração para mais 70 anos.

No entanto, para se manter competitivo, segundo o mesmo jornal, Portugal deverá acrescentar mais valor ao seu produto, uma vez que neste momento o nosso país apenas produz concentrado de lítio tendo que o vender em bruto para os smelters (proprietários de fundições) de outros países.

São estes técnicos que depois preparam o produto de forma a poder ser usado nas baterias e são estes intermediários que arrecadam grande parte dos lucros deste mercado.

Mas a situação pode mudar brevemente. Segundo o Expresso, o principal produtor de lítio de Portugal já foi contactado por fabricantes de baterias para automóveis no sentido de criar parcerias para contruir uma fundição para tratamento de lítio.

[Notícia sugerida por José Freire e Ana Palmeiro]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close