Sociedade

Legumes nacionais oferecidos a instituições sociais

NULL
Versão para impressão

Centenas de toneladas de legumes portugueses que estão a ser retirados do mercado por causa do surto da E-coli mas ainda estão em “óptimas condições” vão ser distribuídos de forma gratuita a instituições sociais. Em compensação, os agricultores vão receber ajudas da União Europeia pelos produtos que não foram escoados para os mercados.

José Canha, diretor executivo Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores-Portugal Fresh, disse à agência Lusa que as instituições sociais podem beneficiar, de forma gratuita, dos legumes nacionais que estão a ser retirados do mercado.

O responsável adiantou que, “desde o início desta semana, estão a ser desviados do mercado produtos nacionais de ótima qualidade para serem consumidos frescos ou em sopas”. Devido ao surto da E-coli já foram retiradas do mercado 600 toneladas de legumes, na sua maioria pepinos, tomates e curgetes.

Numa primeira fase os legumes estão a ser entregues a organizações de produtores nos concelhos de Torres Vedras (Primores do Oeste, Hortorres e Carmo e Silvério), Peniche  (Hortapronta), Vila Franca de Xira (Agro Campestre) e Alcochete (Hortifilha), e depois serão doados a instituições sociais.

“Os produtos existentes no final da semana passada foram reencaminhados para a alimentação dos animais, porque já tinham três ou quatro semanas e não estavam nas melhores condições de consumo”, explicou José Canha à Lusa.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close