Saúde

Lagostas e baratas são fonte de antibióticos

A maioria odeia-as e acha-as repulsivas. Estamos a falar das baratas, um inseto que afinal de contas pode ser benéfico para a saúde, conforme defende um estudo da Universidade de Nottingham, no Reino Unido que descobriu que podem ser uma fonte de ant
Versão para impressão
A maioria odeia-as e acha-as repulsivas. Estamos a falar das baratas, um inseto que afinal de contas pode ser benéfico para a saúde, conforme defende um estudo da Universidade de Nottingham, no Reino Unido que descobriu que podem ser uma fonte de antibióticos.

De acordo com os investigadores, os cérebros das baratas e também das lagostas têm nove moléculas que são capazes de fazer frente e mesmo de eliminar bactérias perigosas para o homem.

No trabalho que apresentaram, mostraram que os tecidos do cérebro e sistema nervoso destes insetos são capazes de matar mais de 90% das variedades mais resistentes de “Stapohilococcus” (MRSA) ou “E. Coli” sem danificar células humanas.

“Neste momento estamos a estudar em laboratório as propriedades antibacterianas destas moléculas e esperamos que possam vir a servir para desenvolver novos antibióticos eficazes contra estas patologias”, explicou Simon Lee, um dos investigadores citados pelo jornal El Mundo.

“Se conseguirmos desenvolver novos fármacos, serão mais eficazes e com menos efeitos secundários”, salientou o mesmo especialista.

A explicação para se encontrarem nestes bichos estas propriedades reside no facto de estes insectos viverem em ambientes insalubres e pouco higiénicos onde se encontram este tipo de bactérias. Para sobreviver tiveram então de desenvolver estas defesas naturais.

Os autores reconhecem, contudo, que o estudo está numa fase muito preliminar, demorará alguns anos até virem a ser desenvolvidos medicamentos seguros e eficazes para comercialização.

[Notícia sugerida pela utilizadora Céu Guitart]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close