Literatura

Jovem escritor português vence prémio em Itália

Com o romance "Índice Médio de Felicidade", publicado pela Dom Quixote em Setembro de 2013, David Machado venceu, esta quinta-feira, o Prémio Salerno Libro d?Europa que distingue, anualmente, autores com idade inferior a 40 anos.
Versão para impressão
Com o romance "Índice Médio de Felicidade", publicado pela Dom Quixote em Setembro de 2013, David Machado venceu, esta quinta-feira, o Prémio Salerno Libro d’Europa que distingue, anualmente, autores com idade inferior a 40 anos.
 
Além de Indice medio di felicitá, o título da edição italiana, publicada pela editora Neri Pozza e traduzida por Romana Petri, eram igualmente finalistas os livros Latte di tigre, da alemã Stefanie de Velasco, e La Memoria dell’acqua, da finlandesa Emmi Itaranta.

O livro "Índice Médio de Felicidade", que neste momento está a ser adaptado para cinema pelo realizador Joaquim Leitão, com argumento do próprio David Machado, em parceria com Tiago Santos, já havia sido, no ano passado, vencedor do Prémio da União Europeia de Literatura.
 

Image and video hosting by TinyPic

O romance conta-nos a história de Daniel, que perde não só o emprego, quando Portugal entra numa crise profunda, mas também a mulher, igualmente desempregada, que o abandona levando consigo os filhos de ambos.

Como se isso não bastasse, os seus dois melhores amigos estão também ausentes: Xavier está trancado em casa há doze anos, obcecado com as estatísticas e profundamente deprimido com o facto de o “site” que criaram para as pessoas se entreajudarem se ter revelado um completo fracasso; Almodôvar foi preso numa tentativa desesperada de remendar a vida.

 
"Trata-se, em suma, de um livro atual, dramático e realista, mas com momentos hilariantes, sobre um otimista que luta até ao fim da sua vida pela felicidade daqueles que ama e que lhe são mais próximos", diz a editora num comunicado enviado ao Boas Notícias. 

Sobre o autor
 
David Machado nasceu em Lisboa em 1978. É autor do livro de contos Histórias Possíveis e dos romances "O Fabuloso Teatro do Gigante" e "Deixem Falar as Pedras", muito aplaudidos pela crítica.

Em 2005, o seu conto infantil "A Noite dos Animais Inventados" recebeu o Prémio Branquinho da Fonseca, da Fundação Calouste Gulbenkian e do jornal Expresso, e desde então publicou mais quatro contos para crianças, "Os Quatro Comandantes da Cama Voadora", "Um Homem Verde Num Buraco Muito Fundo", "O Tubarão na Banheira", distinguido com o Prémio Autor SPA/RTP 2010 de Melhor Livro Infanto-Juvenil, e "A Mala Assombrada".

Os seus livros estão publicados em Itália, França, Brasil e Marrocos. Os seus contos foram publicados em antologias e revistas literárias em Itália, Alemanha, Noruega, Reino Unido, Islândia, Marrocos e Colômbia.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close