Cultura

Joana Vasconcelos vai expor barco português em Veneza

A artista Joana Vasconcelos vai transformar um cacilheiro antigo numa obra de arte que será exposta, em Maio, na mostra internacional de arte da Bienal de Veneza.
Versão para impressão
A artista plástica Joana Vasconcelos vai transformar um cacilheiro antigo numa obra de arte. A sua mais recente manifestação artística vai estar exposta em Maio, na mostra internacional de arte da Bienal de Veneza.
 
Depois de ter transportado 11 milhões de pessoas durante 51 anos, o cacilheiro “Trafaria Praia” vai voltar a ser usado em Veneza, manobrado por quatro tripulantes da Transtejo. O barco desativado e cedido pela empresa de transportes marítimos à artista está, neste momento, em fase de reparação no estaleiro Navaltagus, no Seixal.
 
Na apresentação da obra, a autora explicou que foi convidada pelo anterior secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, para criar um projeto para representar o país em Veneza. Joana de Vasconcelos decidiu “transformar uma emblemática embarcação portuguesa num espaço expositivo e ao mesmo tempo numa obra de arte”.
 
“Vamos revestir o cacilheiro por fora com azulejos portugueses com uma vista de Lisboa, desde a Torre do Bugio à Torre Vasco da Gama, e, no interior, revesti-lo de cortiça e de intervenções em têxtil”, salientou a artista.
 
Segundo informação da Lusa, o cacilheiro será alterado no piso superior para criar uma zona aberta, onde deverão ser realizadas palestras e concertos com artistas portugueses. O barco terá também no seu interior uma loja com produtos nacionais, através de uma parceria com a marca A Vida Portuguesa, da empresária Catarina Portas.
 
Joana de Vasconcelos explica que, “depois de vários contactos com a Bienal de Veneza e com as autoridades locais”, foi possível conseguir a autorização para ter o projeto no cacilheiro, “e até atracá-lo nos Giardini, uma zona nobre da exposição internacional”. A artista afirma ainda ter conseguido autorização para que o barco se desloque durante a exposição e transporte um número máximo de 75 passageiros em Veneza. 
 
A artista plástica acredita que, “com este pavilhão flutuante, Portugal vai ter a possibilidade de ter mais visibilidade numa exposição muito competitiva, com projetos de cerca de 90 países”.
 
Joana Vasconcelos, 41 anos, já apresentou vários projetos em exposições na Bienal de Veneza, mas este ano será responsável pela representação oficial portuguesa pela primeira vez. A embarcação será inaugurada a 31 de Maio, um dia antes da inauguração oficial da Bienal de Arte de Veneza 2013.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close