Ciência

Já está à venda o pneu que nunca rebenta

Nada como um pneu furado para dar cabo do nosso dia. Mas no futuro este contratempo poderá deixar de acontecer. A Michelin já está a comercializar, para veículos pesados, um pneu sem ar que resiste a qualquer furo.
Versão para impressão
Nada como um pneu furado para dar cabo do nosso dia. Mas no futuro este contratempo poderá deixar de acontecer. A Michelin já está a comercializar, para veículos pesados, um pneu sem ar imune a qualquer furo.  

A multinacional francesa batizou a solução de X Twell – um pneu que combina a tecnologia dos pneumáticos tradicionais com a técnica das rodas e que já demonstrou ser mais resistente durando mais três anos do que o pneu normal com câmara de ar. 

 
A empresa explica, em comunicado, que esta inovação começou a ser desenvolvida em 2005 e agora ganhou um novo fôlego com a intervenção da rainha do mundo dos pneus.
 
Nos primeiros anos, o equipamento só foi fornecido a veículos do exército mas, no final de 2014, a Michelin pôs finalmente o produto À venda, embora ainda só esteja disponível para veículos pesados (como tratores). 
 
Ao contrário dos pneus tradicionais – que contêm no seu interior uma câmara cheia de ar facilmente perfurável – os X Tweel usam uma roda feita de poliuretano moldável que é preenchida por vários raios feitos do mesmo material.

Esta roda/pneu tem ainda um centro de metal e um exterior reforçado a toda à volta. Os raios flexíveis tornam o pneu facilmente adaptável a várias superfícies e a ausência de câmara de ar impede a ocorrência de furos. 

 
Ou seja, a solução oferece mais segurança e resistência. Nos vídeos de apresentação da X Tweel vemos os tratores e camiões a percorrerem pavimentos altamente acidentados, por exemplo com cascalho solto, sem registarem qualquer problema nos pneus.

Contudo, as X Tweel ainda não estão disponíveis para os veículos do dia-a-dia já que não estão desenhadas para atingir velocidades acima dos 80 quilómetros hora, segundo relata o site norte-americano Smithsonian. 

 
Nos testes realizados esta inovadora roda mostrou um comportamento indesejável a velocidades mais altas – em termos de temperatura, cheiro e ruído. Depois de ultrapassadas estas pequenas falhas, a solução irá, certamente, chegar ao mercado dos veículos domésticos.

Notícia sugerida por Maria da Luz

[Notícia alterada a 29 de Janeiro para corrigir a localidade da sede da Michelin]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close