Ambiente

Hora do Planeta celebrada com caminhada pelo ambiente

A Hora do Planeta, que junta mais de 150 países em todo o mundo, é comemorada na capital com "Mil Passos pelo Planeta", um passeio coletivo de participação livre.
Versão para impressão
Ao mesmo tempo que as luzem se apagam, no sábado, pelas 20h30, arranca em Lisboa uma marcha em nome do ambiente. A Hora do Planeta, que junta mais de 150 países em todo o mundo, é comemorada na capital com “Mil Passos pelo Planeta”, um passeio coletivo de participação livre.

Este ano, a iniciativa da World Wildlife Fund (WWF) junta cerca de 50 municípios portugueses que vão apagar as luzes de edifícios e monumentos de todo o país durante 60 minutos. 

Do Taj Mahal à Torre de Belém, o planeta vai parar para refletir sobre as alterações climáticas e sensibilizar a humanidade para manter um compromisso ao longo de todo o ano com um modo de vida mais sustentável.

 
A caminhada “Mil Passos pelo Planeta”, que vai decorrer em Lisboa, pretende reforçar esta ideia. Esta marcha organizada pela WWF Portugal vai levar as pessoas a ver ao vivo o apagão de alguns dos mais emblemáticos monumentos dos arredores da cidade, como o Cristo Rei e a Ponte 25 de Abril.
 
A marcha é iniciada no Cais da Viscondessa, em Santos, precisamente às 20h30 de dia 23, momento em que se desligam os interruptores simbólicos de todos os países e em que são extintas as luzes de todo o mundo, em simultâneo.
 
Segundo a WWF Portugal, a prova está aberta a “todos os cidadãos que nessa hora queiram mostrar o seu compromisso com o Planeta”. A organização da caminhada vai distribuir pulseiras 'glow' luminosas pelos participantes para originar “um efeito singular e inédito, fazendo deste evento um momento único de celebração do ambiente”.
 
Municípios assumem compromissos ambientais
 
Para além de desligarem as luzes pela Hora do Planeta, cada município português apresenta uma medida em prol do ambiente com o objetivo de ser concretizada ao longo de 2013. 
 
A criação de ciclovias, instalação de temporizadores nas piscinas municipais e desligar a iluminação pública mais cedo são algumas das propostas que as autarquias apresentaram para aplicar este ano.

A 7ª edição da Hora do Planeta vai ser celebrada em mais de 150 países de cinco continentes diferentes. O movimento foi comemorado pela primeira vez no ano de 2007, em Sidney, a cidade mais populosa da Austrália.

Depois de cerca de 2,2 milhões de pessoas e mais de 2.000 empresas apagarem as luzes durante uma hora naquele ano, o fenómeno espalhou-se por todo o planeta.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close