Sociedade

Guardas noturnos estarão mais protegidos

Os guardas noturnos vão passar a integrar o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), declarou o presidente da Associação Sócio-Profissional de Guardas Noturnos, respondendo, assim, a uma reivindicação antiga da clas
Versão para impressão
Os guardas noturnos vão passar a integrar o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), declarou o presidente da Associação Sócio-Profissional de Guardas Noturnos (ASPGN), respondendo, assim, a uma reivindicação antiga da classe.

Segundo Carlos Tendeiro, a “garantia” foi dada pela secretária de Estado da Administração Interna, Dalila Araújo, no decorrer de uma reunião com a ASPGN na quinta feira. “A reunião deveu-se ao facto de o MAI estar a preparar o novo regime jurídico da atividade de Guarda-Nocturno”, indicou o responsável à agência Lusa.

“Na reunião foi-nos dada a garantia da integração dos guardas noturnos no Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), que se traduz numa clara melhoria da protecção e prestação do serviço para os guardas noturnos”, considerou Carlos Tendeiro.

Em Portugal existem cerca de 400 guardas noturnos.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close