Sociedade

Governo vai integrar 6 mil trabalhadores precários

Os Ministérios da Educação e da Saúde preparam-se para colocar nos quadros da Administração Central quase seis mil funcionários que atualmente têm vínculo precário ao Estado, avança o Diário Económico esta quarta-feira.

Versão para impressão
Os Ministérios da Educação e da Saúde preparam-se para colocar nos quadros da Administração Central quase seis mil funcionários que atualmente têm vínculo precário ao Estado, avança o Diário Económico esta quarta-feira.

Trata-se de uma exceção ao congelamento das admissões, decretado pelo Governo, que já mereceu autorização do Ministério das Finanças. Em causa, nos dois ministérios, está a integração nos quadros de pessoal auxiliar e administrativo.

O secretário de Estado adjunto da Educação, Alexandre Ventura, confirmou ontem que o seu ministério irá avançar com os procedimentos de abertura de concursos para 1.829 vagas para pessoal não docente, cujos contratos terminam a 31 de agosto, tendo havido para o efeito um entendimento com o Ministério das Finanças.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close