Cultura

Governo quer proteger artesanato português

O governo anunciou esta semana em Vila do Conde que está a criar um quadro legislativo para proteger o artesanato nacional e garantir deste modo a sua autenticidade e origem.
Versão para impressão
[Fotografia: © Archer´s Eye/Flickr]

O governo anunciou esta semana em Vila do Conde que está a criar um quadro legislativo para proteger o artesanato nacional e garantir deste modo a sua autenticidade e origem.

 A medida foi anunciada pelo ministro de Estado e das Finanças, Teixeira dos Santos, ontem, sexta-feira, por ocasião da inauguração de uma exposição de olaria e figurado certificados, onde defendeu ser necessário certificar algo que pertence a Portugal e que anda nas mãos de outros países.

“Quando alguém compra um galo de Barcelos, quer que seja mesmo um galo de Barcelos, e não um galo ´made in Vietname´ou ´made in China´”, referiu à Lusa, Teixeira dos Santos.

Segundo o governante, o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social está encarregue de criar um quadro legislativo para proteger a atividade artesanal, de forma a evitar que apareçam imitações e, assim, não pôr em risco o sustento dos artesãos.

“No fundo, trata-se de defender os direitos de autor, de pessoas que têm peças únicas, afirmando o trabalho artesanal como uma expressão de criatividade”, acrescentou.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close