Mundo

Governo cubano libertará 52 prisioneiros

O Governo de Cuba acordou em libertar 52 prisioneiros políticos nos próximos meses. Uma decisão que irá ajudar a acalmar as críticas ao regime de Castro e salvar a vida de Fariñas que já fez saber que só dará como acabada a greve de fome que se encon
Versão para impressão
As “Damas de Branco” lutam pela libertação dos familiares presos [

© Desmond Boylan/Reuters]

O Governo de Cuba acordou em libertar 52 prisioneiros políticos nos próximos meses. Uma decisão que irá ajudar a acalmar as críticas ao regime de Castro e salvar a vida de Fariñas que já fez saber que só dará como acabada a greve de fome que se encontra desde fevereiro quando forem libertados mais dissidentes do regime.

De acordo com a Igreja Católica local cinco prisioneiros serão libertados nas próximas horas e 47 nos próximos quatro meses. A libertação destes 53 opositores, de um grupo de 75 detidos em 2003, foi comunicada durante um encontro entre o presidente Raúl Castro, o cardeal Jaime Ortega e o chanceler espanhol Miguel Angel Moratinos, conforme anuncia o texto do Arcebispado de Havana consultado pela AFP.

O mesmo comunicado avança que os 47 prisioneiros poderão deixar o país, se preferirem, depois dos trâmites de libertação.

De acordo com a AFP, a imprensa espanhola menciona que França e Espanha receberiam os presos políticos, enquanto o Chile já se declarou oficialmente disposto a fazê-lo.

Por causa da detenção das 75 pessoas em 2003, a União Europeia impôs sanções a Cuba, levantadas temporariamente em 2005 e definitivamente em 2008 por iniciativa da Espanha que, nos últimos anos, tentou aproximar Havana e Bruxelas.

Esta decisão vem no seguimento da libertação de um dissidente doente em maio que foi libertado bem como de 12 prisioneiros transportados para prisões mais perto das suas famílias.

A libertação dos políticos, em especial 25 enfermos, era a condição imposta pelo dissidente Guillermo Fariñas para acabar com a greve de fome que se prolonga já há 134 dias.

Fariñas está internado no hospital da cidade de Santa Clara onde corre risco de vida devido a um coágulo na jugular.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close