Negócios e Empreendorismo

Gorongosa: Visabeira ganha concessão de ecoturismo

NULL
Versão para impressão

O Ministério do Turismo de Moçambique (MITUR) e o Projeto de Restauranção de Gorongosa (PRG) selecionaram o Grupo Visabeira, através da sua cadeia hoteleira Girassol, para requalificar e assegurar a gestão do Acampamento de Safaris de Chitengo. A unidade ecoturística pertence ao Parque Natural de Gorongosa (PNG) e vai receber por parte do grupo português um investimento de cerca de 1,46 milhões de euros.

Com a entrada do Grupo Visabeira será feito um investimento adicional que tem como principal objetivo “dotar o Parque de todas as facilidades que permitem garantir a qualidade do turismo, a partir do Acampamento de Safaris de Chitengo”, diz o comunicado de imprensa publicado no site oficial do grupo.

O Grupo Visabeira – em conjunto com o MITUR e o PRG – vai assim desenvolver o projeto de uma das áreas de maior crescimento turístico de Moçambique. O objetivo é tornar o Parque Nacional da Gorongosa uma das mais importantes e intactas reservas naturais do continente africano, contribuindo para o crescimento económico sustentável local.

A zona ecoturística de Chitengo conta com acomodações para 78 hóspedes em bungallows, uma área de campismo e um conjunto de serviços, como restaurante, piscinas, uma vasta rede de picadas para safaris, zonas de passeio e outras atividades turísticas.

O Grupo Visabeira vai investir em novas facilidades e na reabilitação das que já existem, tendo sempre como prioridade obedecer às estritas políticas ecológicas do Parque.

Visabeira: o parceiro ideal

A unidade turística foi construída em 1941 e, durante muitos anos, acolheu os milhares de turistas oriundos de todo o mundo que queriam visitar a zona do parque da Gorongosa. Devido à guerra civil foi encerrada em 1983, tendo voltado a reabrir em 1995, quando voltou a iniciar a sua atividade.

Em 2004 a Fundação Greg Carr (Carr Foundation) assinou um memorando de entendimento com o Estado Moçambicano com o objetivo de apoiar a recuperação, manutenção e repovoamento do PNG.


 

Foi esta entidade, que em conjunto com o MITUR, selecionou o Grupo
Visabeira como o parceiro ideal para desenvolver a vertente turística do PNG.

Com esta nova unidade turística, o Grupo Visabeira vem reforçar a sua presença em Moçambique, diversificando a sua oferta hoteleira.

Atualmente, o grupo português detém, em Moçambique, as seguintes unidades hoteleiras: Girassol Bahia Hotel (em Maputo), Girassol Indy Congress Hotel & Spa (em Maputo – Sommerschield), Girassol Nampula Hotel (localizado no Edifício Nampula) e Girassol Lichinga (na capital da província de Niassa).

[Notícia sugerida por Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close