Saúde

Gentil Martins defende hospital para crianças

O encerramento do Hospital D. Estefânia será substituído por uma unidade para crianças no futuro Hospital de Todos os Santos, o que já levou à criação de uma plataforma cívica de contestação. O médico Gentil Martins é um dos nomes que assina a petiçã
Versão para impressão
O encerramento do Hospital D. Estefânia será substituído por uma unidade para crianças no futuro Hospital de Todos os Santos, o que já levou à criação de uma plataforma cívica de contestação. Gentil Martins é um dos nomes que assina a petição.

Em entrevista à SIC, o médico sublinhou que todos os partidos da Assembleia da Républica, à excepção do PS, e também a Assembleia Municipal da Câmara Municipal de Lisboa votaram, por unanimidade, a existência de um hospital pediátrico na cidade.

No entanto, a construção foi cancelada devido a questões relacionadas com Plano Diretor Municipal (PDM) que, segundo responsáveis da autarquia, não prevê espaço para o hospital.

Gentil Martins, criador do movimento de defesa do Hospital Pediátrico de D. Estefânia, o único de Lisboa, exige agora, através da petição lançada pelo movimento, uma alteração do Plano Director Municipal (PDM) e garante que há terreno suficiente.

Em declarações à SIC, o médico sublinha que além do prejuízo para as crianças, este encerramento terá custos económicos uma vez que a falta de um hospital especializado vai acarretar despesas extraordinárias nos tratamentos.

Após a decisão do Ministério da Saúde de encerrar este hospital, integrando-o no novo Hospital de Todos-os-Santos, em Chelas, o movimento liderado por Gentil Martins tem defendido a construção de uma unidade hospitalar construída de raíz, com equipamentos modernos e não englobada no Hospital de Todos-os-Santos, com o qual, no entanto, poderá colaborar.

Esta posição vem, aliás, na sequência de exemplos de cidades espalhadas pelo país, que planeiam abrir unidades exclusivamente destinadas a crianças.

A petição do movimento liderado por Gentil Martins, dirigida à Assembléia da República e à Câmara Municipal de Lisboa, tem neste momento perto de quatro mil assinantes. Clique aqui para subscrever a petição pela defesa de um novo hospital pediátrico em Lisboa.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close