Sociedade

Galiza: Sindicatos querem português como 2ª língua

Oito sindicatos da educação da Galiza, em Espanha, exigiram ao Governo regional a inclusão do português como segunda língua estrangeira opcional no ensino secundário e a abertura de vagas para professores especialistas na disciplina, noticiou a agênc
Versão para impressão
Oito sindicatos da educação da Galiza, em Espanha, exigiram ao Governo regional a inclusão do português como segunda língua estrangeira opcional no ensino secundário e a abertura de vagas para professores especialistas na disciplina, noticiou a agência Lusa na passada sexta feira.

A exigência foi expressa numa carta dirigida ao diretor geral da Educação, Formação Profissional e Inovação Educativa da Junta da Galiza, José Luis Mira. A Associação de Docentes de Português na Galiza (ADPG) já manifestou o seu apoio à iniciativa.

“Faz todo o sentido” que o português seja integrado nas opções para segunda língua estrangeira no ensino secundário, tal como o francês e o alemão, face “à proximidade e às históricas relações” entre a Galiza e Portugal, considera Xoan Montero, da ADPG.

Já os sindicatos referem que há um “aumento constante” de alunos da Galiza a aprender português e que estes podem ter uma “vantagem competitiva nesta área em relação às restantes autonomias”, lê-se na carta enviada ao Governo da Galiza.

[Notícia sugerida pelo utilizador Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close