Cultura Em Destaque

Filme português sobre o atleta de surf adaptado Nuno Vitorino corre o país em digressão

“Uma Vida Melhor - Vitorino” é o nome do filme português da autoria do fotógrafo Ricardo Bravo e do realizador João Rito. Veja o vídeo aqui!
Versão para impressão
por redação

O filme que estreou no SAL – Surf At Lisbon Film Fest no mês de Novembro quer dar a conhecer a inspiradora história de vida do surfista Nuno Vitorino.

Nuno Vitorino é o protagonista do filme onde vê retratada a história do acidente com arma de fogo que sofreu aos 18 anos e o deixou tetraplégico. A história de um homem que encontrou naquele que parecia ser o pior dia da sua vida, uma porta aberta para uma vida melhor. Tendo feito bodyboard desde os 12 anos, o incidente colocou Nuno numa cadeira de rodas e fê-lo ficar 10 anos sem surfar. No entanto, a capacidade de autossuperação foi mais forte e, atualmente, com 40 anos, Nuno é atleta paralímpico e representa a Seleção Portuguesa de Surf nos campeonatos de Surf Adaptado por todo o mundo.

“Uma Vida Melhor – Vitorino” é uma curta-metragem dramática, mas inspiradora onde Nuno conta na primeira pessoa como viu toda a sua vida desmoronar-se devido a uma brincadeira entre amigos, de como arranjou a força e a motivação necessárias para voltar a construir uma vida o mais normal possível e fazer aquilo que mais ama – surfar! “Nós não queremos saber se é difícil, apenas se é possível!”, é o lema de vida deste atleta que só quer surfar ondas grandes e motivar todos os que não acreditam, que afinal tudo é possível quando há força de vontade, família e amigos prontos a ajudar.

A realização do filme

O filme demorou cerca de cinco meses a ser produzido desde o primeiro contacto com o Nuno e foi idealizado em conjunto pelo Ricardo Bravo e pelo João Rito, que começaram a alinhavar as primeiras ideias deste projeto em janeiro de 2017 com um grande objetivo: estar no Surf At Lisbon Film Fest. Nesse mesmo festival, “Uma Vida Melhor – Vitorino” conquistou uma menção honrosa para melhor curta.

Apesar da carga emocional inerente à realização do filme, tanto Ricardo como João admitem que nos dias de filmagens o ambiente era sempre excelente, especialmente nos dias de surf em que a boa disposição foi uma constante. O Nuno é o primeiro a brincar com as suas limitações, transformando-as rapidamente em pontos positivos e motivo de riso.

Apesar de ser um projeto totalmente pro bono, João e Ricardo contaram com o apoio de várias marcas, entidades e pessoas, que facilitaram e tornaram possíveis alcançar os objetivos propostos. A Canon cedeu o equipamento utilizado nas filmagens. Tiveram também o apoio da Planar à produção e da Push e Wall Collective na pós-produção. Todos contribuíram de forma decisiva para o resultado final.

 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close