Cultura

Festival Panorama decorre até sábado

Já arrancou a 7.ª edição do Panorama, Mostra do Documentário português. O festival, que decorre até ao dia 11 de Maio, vai estar em exibição no Cinema São Jorge, na Cinemateca Portuguesa e, pela primeira vez, noTeatro do Bairro.
Versão para impressão
Já arrancou a 7.ª edição  do Panorama, Mostra do Documentário português, que decorre até ao dia 11 de Maio, em Lisboa. Este ano, além das produções documentais mais recentes, está também em destaque o Cinema Novo, das décadas de 60 e 70. 

Esta mostra não competitiva, dedicada exclusivamente à exibição de documentários portugueses, divide-se em duas grandes rubricas: as sessões 'Contemporâneas', que incluem filmes produzidos recentemente, e as sessões 'Percursos do Documentário Português', este ano dedicadas ao Cinema Novo das décadas de 1960 e 1970.

No último dia, sábado, destaque para a exibição do “Bafatá Filme Clube”, primeira longa-metragem do sãotomense Silas Tiny, que conta a história de Canjajá Mané, antigo operador de cinema e guarda do clube da cidade, que repete os mesmos gestos há cinquenta anos. Atualmente o cinema de Bafatá está fechado, restam apenas recordações. 

No mesmo dia, são exibidos três documentários – “A Fábrica”, de Mariana Bártolo, “Vitor, Fecho da Fábrica”, de Cândida Pinto e “Paisagens de Papel” , de André Pisca e Pedro Almeida – que se unem sob um mesmo tema, o encerramento de fábricas, realidades em ferida ou já mais curadas pelo tempo do esquecimento. 

No encerramento do festival, sábado às 21h, serão exibidas três biografias realizadas em 1969, ano de ouro do Cinema Novo: “Almada Negreiros, Vivo, Hoje”, de António de Macedo, “27 Minutos com Fernando Lopes Graça”, de António-Pedro Vasconcelos e “Sophia de Mello Breyner Andressen”, de João César Monteiro, documentários que mostram as capacidades de três cineastas que marcaram a história do cinema em Portugal.

Este ano, o festival inaugura um novo espaço de programação, intitulado “Lisboa”, que tem como objetivo dar visibilidade a conjunto de olhares sobre as componentes sociais, culturais e arquitetónicas da capital portuguesa. 

O Panorama assume-se, desde a primeira edição, em 2006, como um espaço privilegiado para dar a conhecer documentários feitos em Portugal ou por portugueses e como uma plataforma de exibição e discussão, onde o documentário português é retratado com uma perspetiva futura.

A programação do Panorama pode ser consultada AQUI.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close