Inovação e Tecnologia

Fatos tornam mergulhadores “invisíveis” aos tubarões

Uma empresa australiana acaba de apresentar os dois primeiros fatos do mundo capazes de proteger mergulhadores e surfistas de ataques de tubarões. A inovação consegue tornar os humanos "invisíveis" aos olhos dos predadores marinhos.
Versão para impressão
Uma empresa australiana acaba de apresentar os dois primeiros fatos do mundo capazes de proteger mergulhadores e surfistas de ataques de tubarões. A inovação consegue tornar os humanos “invisíveis” aos olhos dos predadores marinhos, fazendo com que os confundam com o fundo do mar e com as armadilhas que ali encontram.
 
Os dois fatos, um para surfistas e outro para mergulhadores, foram desenvolvidos pelos empresários Hamish Jolly e Craig Anderson, em parceria com o Oceans Institute da University of Western Australia. 
 
“[Para criar estes fatos] interpretámos uma ciência inovadora relacionada com os sistemas de visão dos tubarões e conseguimos convertê-la em materiais que criam alguma confusão aos olhos destes animais”, explica Anderson em declarações à AFP.
 
Um dos fatos, o “Elude”, em tons de azul e branco, foi especialmente desenhado para mergulhadores, confundindo as suas perceções de luz e cor para “esconder os indivíduos na água”. 
 
Já o “Diverter”, com riscas pretas e brancas, destinado principalmente a surfistas, baseia-se numa imagem percecionada pelos tubarões como um sinal de perigo da Natureza por recorrer a um padrão que os repele e que, segundo os cientistas, lhes diz algo como 'Não me comas'.
 
A criação destes fatos é o culminar de um projeto de dois anos financiado pelo governo da Austrália em consequência de um aumento sem precedentes dos ataques de tubarões na região ocidental do país.
 
A Shark Attack Mitigation Systems (SAMS), empresa de Anderson e Jolly, já licenciou a tecnologia e já está a aceitar pré-encomendas online dos primeiros fatos, cujo preço ronda os 300 euros. 
 
De acordo com Craig Anderson, a procura, um pouco por todo o mundo, de uma solução deste tipo para repelir os tubarões tem aumentado “substancialmente” e, em breve, a empresa planeia revelar uma parceria com uma marca global de fatos de natação.
 
“Toda a gente procura uma solução, todos estão nervosos com a ideia de ir para o mar um pouco por todo o mundo neste momento, não apenas na Austrália”, salienta o cocriador destes fatos. “Esta é uma solução segura, natural e não prejudica os animais de nenhuma maneira”, conclui.

Notícia sugerida por David Ferreira e Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close