i9magazine

Exportadoras: estão bem de saúde e recomendam-se

Versão para impressão

O Governo tem fundos de apoio ao investimento e à exportação e está a preparar mais incentivos à inovação e à tecnologia.

O diagnóstico foi feito por Eduardo Stock, Presidente Executivo do Novo Banco, que garante que a instituição continua focada em apoiar empresas nacionais. Sublinhou a “importância das exportadoras para criar riqueza em Portugal”, durante a cerimónia de entrega dos Prémios Exportação e Internacionalização, uma iniciativa conjunta do Novo Banco e do Jornal de Negócios.

“As exportadoras são menos, mas vendem mais. Têm menos pessoas, mas são mais eficientes, mais automatizadas. São maiores e têm melhores rácios de autonomia financeira”: 6% das empresas nacionais vendem bens e serviços para fora, o que faz com que o peso no volume de negócios total no país alcance os 37%.

Manuel Caldeira Cabral, Ministro da Economia sublinhou que Portugal tem vindo a “prosseguir um caminho importante”. Já o Presidente do Novo Banco, defendeu que o país deve ser mais ambicioso e alcançar o top ten dos melhores, “temos de ser cada vez mais competitivos, com empresas mais eficientes, e dispostas a lutar em mercados externos”.

“Estamos orgulhosos por continuar a ser o banco de referência das empresas portuguesas”, disse Eduardo Stock, referindo que a maioria do crédito concedido pela instituição tem como fim as empresas (70%).”Sabemos comunicar com as empresas”. Contudo, considera que a “tradição não chega e que é preciso inovar”.

O Ministro da Economia começou o seu discurso por elogiar os empresários e as empresas portuguesas. Destacou também o crescimento verificado nas exportações nos últimos 10 anos. Durante o discurso, e perante uma plateia de gestores, Manuel Caldeira Cabral explicou a estratégia do Governo para apoiar as empresas. “A nossa estratégia está bem definida: passa pela capitalização das empresas e pelo apoio à inovação”.

Referiu também o papel que o Estado deve ter na economia “não queremos o Estado a fazer o papel das empresas, nem a dificultar a vida das empresas. Mas o Estado tem o seu papel na criação de infraestruturas tecnológicas de suporte às empresas, na regulação e estímulo à concorrência. Tem que estar presente e assumindo força e determinação”.

O ministro destacou ainda que “simplificar a vida das empresas é uma prioridade do Governo, pois só assim conseguimos melhor”. Falou também da capacitação de quadros qualificados nas pequenas e médias empresas, de maneira a conseguirem integrar os jovens licenciados.

O trabalho do Ministério da Economia “é facilitar a vida das empresas e ajudar as empresas a irem mais longe”, tendo como objectivo final aumentar a inovação das companhias nacionais e também fazer com que vendam cada vez mais lá para fora.

Lista dos vencedores:

Prémios exportação

Grandes Empresas – Bens Transacionáveis
Vencedor: TMG

Grandes Empresas – Serviços
Vencedor: WE DO Technologies

PME – Bens Transacionáveis
Vencedor: Filkemp
Menção honrosa: Desicor

PME – Serviços
Vencedor: M N Ramos Ferreira

Exportação + Emprego
Vencedor: AMOB

Revelação
Vencedor: JETCLASS

Sector Estratégico
Vencedor: Casa Santos Lima
Menção honrosa: Manoel D. Poças Junior

Multinacional
Vencedor: ROCA
Prémios internacionalização

Grandes Empresas
Vencedor: ASCENDUM

PME
Vencedor: DINEFER
Menção honrosa: Primavera

Revelação
Vencedor: ISQ

Prémio Especial do Júri
Vencedor: Grupo Pestana

 

O conteúdo Exportadoras: estão bem de saúde e recomendam-se aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close