Sociedade

Eurocidade do Guadiana lança cartão e reforça cooperação

Em Abril, a Eurocidade do Guadiana, formada pelos municípios de Vila Real de Santo António, Castro Marim e Ayamonte, vai começar a emitir o Cartão do Eurocidadão. O documento vai permitir que os residentes partilhem equipamentos culturais e desportiv
Versão para impressão
Em Abril, a Eurocidade do Guadiana – formada pelos municípios de Vila Real de Santo António, Castro Marim (ambos em Portugal) e Ayamonte (Espanha) – vai começar a emitir o Cartão do Eurocidadão. O documento vai permitir que os residentes partilhem equipamentos culturais e desportivos e tenham ainda vantagens nas áreas da saúde e da mobilidade. 
 
O novo cartão poderá ser emitido de forma gratuita em cada um dos munícipios aderentes. Para issp, os cidadãos interessados devem dirigir-se ao gabinete dedicado que tratará de todas as formalidades. 
 
As parcerias estão a ser estudadas há já alguns meses e vão proporcionar o acesso a um conjunto de prestadores de saúde, com condições e preços mais vantajosos. Para isso será, inclusive, criado um diretório de serviços de saúde, cujos operadores aderentes proporcionarão descontos mínimos de 10% aos titulares do documento. 
 
“De uma forma inovadora, estamos a formalizar as relações de fronteira que sempre existiram entre Portugal e Espanha, tirando partido das vantagens da economia de escala e da cooperação europeia”, esclarece Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.
 
O responsável acrescenta que o novo cartão “será atribuído, sem custos, a todos os residentes nos municípios de Vila Real de Santo António, Castro Marim e Ayamonte que o pretendam”. Ao estar na posse deste documento, os mesmos vão poder ter acesso a “equipamentos comuns como piscinas, bibliotecas ou outros espaços culturais e desportivos”. 
 
Além destas regalias, os autarcas de cada um dos municípios estão também a avaliar a criação de uma linha periódica de transporte rodovidário entre Portugal e Espanha, por forma a aumentar a mobilidade na fronteira do Guadiana e a facilitar o acesso aos equipamentos e infraestruturas comuns.
 
Os trajetos encontram-se, neste momento, a ser estudados pelas respetivas Câmaras Municipais, com vista a colmatar uma lacuna até agora registada no que se refere às deslocações de proximidade entre o Algarve e a Andaluzia. 
 
Criada em Janeiro de 2013, a Eurocidade do Guadiana abrangia, inicialmente, apenas o os municípios de Ayamonte e de Vila Real de Santo António. Mais tarde, em Maio, a mesma foi alargada graças à entrada da Câmara Municipal de Castro Marim. 
 
Os objetivos passam pela criação de uma marca turística conjunta, o lançamento de um canal de rádio e a realização de eventos comuns em ambos os lados da fronteira. 

Eurocidade Chaves-Verín foi pioneira há oito anos
 

A primeira eurocidade da Península Ibérica e da Europa foi Chaves-Verín, que conta já com oito anos de existência. Os dois municípios partilham já uma sede, um cartão, uma agenda cultural, um guia turístico, instalações desportivas e recreativas e atividades conjuntas. 
 
O próximo passo visa a partilha de serviços de saúde entre estes concelhos ibéricos, estando já a ser feito um estudo com base na complementaridade entre os hospitais que servem ambos os municípios.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close