Mundo

EUA: Hospital perdoa 166 mil euros a casal britânico

Lee Johnston, de 29 anos, e Katie Amos, de 30, escolheram Nova-Iorque para umas pequenas férias.
Versão para impressão
Os britânicos Lee Johnston e Katie Amos escolheram Nova-Iorque para umas pequenas férias de ano novo e Katie deu à luz um bebé prematuro enquanto visitava a cidade. O custo do parto e outras despesas alcançará 200 mil dólares, um valor que o casal não podia pagar mas que a unidade médica vai perdoar. 

Dax nasceu dois dias depois do casal chegar à cidade norte-americana, no dia 28 de Dezembro. O bebé nasceu prematuro com pouco mais de um quilo de peso.

O bebé Dax está internado no Hospital Lenox Hill, em Manhattan, onde terá de ficar até Março. Devido aos cuidados de saúde que a criança necessita, a conta do hospital deverá rondar os 200 mil dólares (mais de 166 mil euros). 

De acordo com o Daily Mail, o hospital divulgou um comunicado, na semana passada, no qual informa que o casal foi dispensado de pagar as despesas, depois de verificar que o seguro que possuem não cobre os gastos.

“Vamos garantir que a família não vai sofrer nenhum impato financeiro. O nosso pessoal está a trabalhar arduamente para tornar as coisas mais fáceis para a família, desde arranjar um sítio para ficarem durante a sua estadia até à comunicação com os seus familiares no Reino Unido”, cita o Daily Mail.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico já confirmou que tem conhecimento do caso e acrescentou que “vai providenciar assistência consular”.

Dax “está a ter grandes progressos”

Lee e Katie, do Reino Unido, já tinham criado uma página no Facebook para angariar dinheiro e até ao momento já tinha conseguido mais de 8 mil libras (cerca de 10 mil euros), provenientes de doações privadas.

Os pais de Dax têm contado também com o apoio da Casa Ronald McDonald, que facultou uma das suas residências para os dois jovens pais ficarem alojados temporariamente.

O casal disse à publicação britânica que o bebé, que está numa incubadora, está a “registar grandes progressos”.

O parto deu os primeiros sinais enquando o casal passeava pelo Central Park. Katie começou a sentir “dores fortes, que foram ficando cada vez piores”. Foi aí que o marido insistiu para irem ao hospital.

Hora e meia depois a criança já estava nos braços da mãe, que recebeu uma epidural, que naquela cidade tem o custo médio de 5 mil libras (cerca de 6 mil euros).

Um amigo do casal conta ainda ao jornal que vai transferir algum dinheiro para Lee e Katie para ajudar nas contas de alimentação bem como para pagar a renda e as contas da casa que mantêm no Reino Unido.

Contudo, Lee vai ter efetuar algumas viagens até à terra natal para voltar ao seu trabalho, de forma a poder assegurar estas despesas nos próximos meses.

Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close