Mundo

EUA: ADN iliba homem preso há 30 anos

Cornelius Dupree Jr. passou 30 dos seus 51 anos de vida na prisão acusado de crime de roubo agravado, mas viu já este ano a sua sentença ser anulada após testes de ADN terem comprovado que afinal estava inocente.

Versão para impressão
Cornelius Dupree Jr. passou 30 dos seus 51 anos de vida na prisão acusado de crime de roubo agravado, mas viu já este ano a sua sentença ser anulada após testes de ADN terem comprovado que afinal estava inocente.

Dupree foi acusado pelo crime de violação e roubo de uma mulher em 1979 e foi condenado no ano seguinte a 75 anos de prisão. Está desde Julho em liberdade condicional.

A audiência, onde deverá ser concedido o perdão a Cornelius Dupree Jr., está agendada para esta semana em Dallas, no Texas. Dupree já passou, por engano, mais tempo na prisão do que qualquer outro detido que já foi ilibado no estado do Texas após divulgação das provas de ADN.

O gabinete do procurador distrital disse hoje que apoia a alegação de inocência do detido.

[Notícia sugerida por Patricia André]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close