Saúde

Estudo: Lavar os dentes previne ataques cardíacos e AVCs

Escovar regularmente os dentes reduz o risco de ataques cardíacos e de acidentes vasculares cerebrais. As conclusões são de um estudo levado a cabo por especialistas, que relacionaram os problemas nas gengivas com a arteroclerose.
Versão para impressão
Escovar regularmente os dentes reduz o risco de ataques cardíacos e de acidentes vasculares cerebrais. As conclusões são de um estudo levado a cabo por especialistas, que relacionaram os problemas nas gengivas com a arteroclerose. Os resultados deram conta de que uma boa higiene oral reduz as bactérias responsáveis pelo endurecimento das artérias.
 
Por isso, avar os dentes duas vezes por dia pode ajudar a diminuir o risco de ataques cardíacos e AVCs, ao impedir que mais de 700 tipos de bactérias entrem na corrente sanguíena. Segundo os especialistas, essas bactéricas são prejudiciais ao nosso organismo, endurecendo as artérias, o que pode dar origem a acidentes como os acima mencionados.
 
Para Moïse Desvarieux, da Columbia University em Nova Iorque, “estes resultados são importantes na medida em que a arteroclerose (ou seja, o estreitamento das artérias) tende a progredir paralelamente com outro tipo de patologias clínicas”, havendo agora uma clara relação com a presença bacteriana nas gengivas.
 
A investigação foi levada a cabo por uma equipa da Escola de Saúde Pública daquela universidade, que analisou a relação entre as doenças gengitivas e a arteroclerose através do estudo da saúde oral de 420 adultos ao longo de três anos.

As conclusões fazem acreditar que o crescente nível de bactérias a nível oral pode dar origem à formação de coágulos nas artérias, que, por sua vez, podem provocar ataques cardíacos. 
 

Citado pelo Daily Mail, Nigel Carter, chefe executivo da British Dental Health Foundation, diz-se surpreendido com tamanha revelação, que aponta como sendo “absolutamente inovadora”.

“A possibilidade de haver uma relação entre aquilo que se passa na nossa boca e a saúde do nosso coração tem sido assunto de debate há já algum tempo”, afirmou, referindo que o que “esta investigação vem confirmar é que, quão melhor for a nossa higiene oral, menores são as hipóteses de desenvolver riscos à nossa saúde e até à própria vida”.
 

Saiba mais AQUI

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close