Mundo

Equipa de socorro portuguesa rumo ao Paquistão

A equipa da Associação Cinotécnica de Busca e Salvamento partiu esta terça-feira do aeroporto da Portela para ajudar as vítimas das cheias no Paquistão a enfrentar as epidemias que já as ameaçam.
Versão para impressão
[Foto: © EPA]

A equipa da Associação Cinotécnica de Busca e Salvamento partiu esta terça-feira do aeroporto da Portela para ajudar as vítimas das cheias no Paquistão a enfrentar as epidemias que já as ameaçam.

Médicos, mergulhadores e enfermeiros portugueses – alguns já com experiência de auxílio a vítimas de catástrofe, nomeadamente as do terramoto do Haiti – irão passar “duas a três semanas” no sul do Paquistão, adianta a agência Lusa.

“As nossas preocupações, para já, são atacar as epidemias que estão a eclodir – malária, cólera, difteria – e, numa segunda fase, ir já delineando medidas de prevenção”, disse o comandante da missão de oito pessoas, Nuno Lima.

“A especialidade desta equipa é emergência de catástrofe e vamos virar-nos para o salvamento aquático e a assistência médica. Já vamos apanhar algumas epidemias, devido à água que ainda se encontra no terreno. Na zona para onde vamos, há uma forte epidemia de cólera e malária e ainda há várias pessoas soterradas”, explicou à agência Lusa.

Na bagagem, a equipa leva um hospital de campanha, dois barcos e ainda dois cães de busca. A 15 de setembro, está previsto que seja reforçada com mais seis elementos.

No terreno, uma outra equipa da Associação “já adiantou” algumas condições de alojamento para os colegas que se lhes vão juntar na quarta-feira.

As inundações no Paquistão, as piores dos últimos 80 anos naquele território, já fizeram, pelo menos, 1600 vítimas mortais desde o fim de junho e afetaram entre 15,5 a 20 milhões de pessoas.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close