Mundo

Empresa de sócias portuguesas elogiada por Obama

Uma empresa fundada por duas portuguesas, nos Estados Unidos, acaba de ser reconhecida pelo presidente Barack Obama como um exemplo de empreendedorismo e sucesso em tempos de crise.
Versão para impressão
Uma empresa fundada por uma família portuguesa, nos Estados Unidos, acaba de ser reconhecida pelo presidente Barack Obama como um exemplo de empreendedorismo e sucesso em tempos de crise. Na semana passada, as sócias da M. Luis Construction foram convidadas à Casa Branca.
 
O evento serviu para celebrar os negócios que prosperam em contraciclo com a depressão económica dos EUA e demonstrar o sucesso dos programas governamentais de apoio às empresas.
 
A empresa das irmãs Cidália e Natália Luis, dedicada à construção civil (sobretudo de estradas e edifícios), é uma das empresas de média dimensão que tem registado mais crescimento entre os estados da região do Médio Atlântico.
 
As empresas que participaram na cerimónia foram convidadas por causa da sua “coragem, determinação e pelo seu trabalho árduo”, disse na ocasião o presidente Obama.
 
Em 2010, a empresa M. Luis recebeu um empréstimo de 2,5 milhões de dólares (cerca de 1,8 milhões de euros) através da entidade semi-estatal Maryland Industrial Development Financing Authority.

Este crédito apoiado pelo Eagle Bank permitiu às duas irmãs apostar na sua expansão da empresa familiar e ampliar a oferta de serviços para a área da produção de asfalto e construção de estradas e edifícios.
 
“Foi um privilégio e uma honra conhecer o presidente e sermos seleccionados para esta homenagem. Temos orgulho nos feitos da empresa, o nosso crescimento demonstra a importância de apostar nos incentivos e nas parcerias governamentais e o impacto que o crédito às empresas pode ter”, disse na cerimónia Cidália Luis-Akbar, presidente da M. Luis, citada em comunicado de imprensa.
 
A M. Luis Construction, com sede no estado de Maryland, é uma empresa produtora de asfalto que também oferece serviços na área da construção e que representa um importante motor da economia da região.

O sucesso da gestão de Cidália e Natália tem sido amplamente elogiado na imprensa norte-americana e já mereceu à dupla vários prémios. Desde que passou a ser gerida pelas duas irmãs, a empresa passou a gerar, em média, 60 milhões de dólares por ano (44 milhões de euros) e já emprega mais de 200 pessoas.

Notícia sugerida por Carlos Borges, Maria Manuela, Ana Sofia Pinto e Maria Pandina

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close