Em Destaque Saúde

Diabetes: a doença familiar do século XXI

Apesar de não ter cura, são vários os cuidados que os diabéticos devem ter.
Versão para impressão

por Francisco Oliveira Freitas, Podologista

A Diabetes é uma doença crónica caracterizada pelo aumento da glicose (os níveis de açúcar presentes no sangue), provocado pela insuficiente produção de insulina- a hormona responsável por transportar a glicose da corrente sanguínea para as células, cuja fonte energética é a glicose. Atualmente, esta doença afeta mais de 40% da população portuguesa, e prevê-se um aumento exponencial deste número nos próximos anos.

Existem vários tipos de Diabetes, com sintomas e necessidades bastante distintas, que podem, portanto, afetar qualquer faixa etária. Todos os diabéticos, independentemente do seu tipo, precisam de acompanhamento e atenção redobrada.  No entanto, a assistência médica não é suficiente, sendo fundamental o apoio e atenção da família e amigos para o bem-estar, físico e psicológico. A dinâmica familiar é alterada desde o diagnostico, quer seja a nível económico ou social, sendo exigida flexibilidade, serenidade e paciência a todos os membros da família.

Diariamente, surgem novas situações e imprevistos, que podem afetar todos os familiares. Para além disso, em muitos casos, o tratamento da diabetes tem de ser vigiado ou até mesmo administrado por um familiar. Em doenças como a Diabetes, que são incuráveis e desgastantes para o corpo humano (a nível físico e psicológico), a companhia dos que ama é fundamental para que a pessoa com diabetes possa viver uma vida perfeitamente saudável e normal, com um bom controlo glicémico.

No entanto, apesar de não ter cura, são vários os cuidados que os diabéticos devem ter, como manter uma alimentação saudável, praticar regularmente exercício físico e ingerir mais do que 1,5 litros de água diariamente. Por outro lado, é importante existir um diagnóstico precoce da diabetes, sendo essencial estar atento a possíveis sintomas como: ter constantemente fome e sede, urinar mais do que o habitual e perder muito peso. No entanto, é muito fácil ignorar estes sintomas, uma vez que podem facilmente ser associados a outras doenças. Para ser diagnosticada é apenas necessária uma análise ao sangue.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close