Ciência

Descoberta mina mais antiga das Américas

Uma mina de óxido de ferro com 12 mil anos foi descoberta por uma equipa de arqueólogos da Universidade do Chile, a norte do país, perto da localidade de Taltal. Segundo os especialistas, esta é a mais antiga mina alguma vez descoberta no continente
Versão para impressão
[Fotografia: Parte da mina descoberta no Chile © El Mercurio]

Uma mina de óxido de ferro com 12 mil anos foi descoberta por uma equipa de arqueólogos da Universidade do Chile, a norte do país, perto da localidade de Taltal. Segundo os especialistas, esta é a mais antiga mina alguma vez descoberta no continente americano.

Os primeiros estudos realizados pelos arqueólogos indicam que a mina foi explorada por grupos da cultura Huentelauquén, que se serviriam do óxido de ferro – mineral usado como pigmento para tingir – para concretizarem os seus rituais religiosos, informa o jornal El Mercurio, citado pela AFP.

A jazida, designada por San Ramón 15, terá sido trabalhada durante dois períodos: por volta de 10.000 a.C, e em 2.000 a.C. As ferramentas utilizadas incluíam, essencialmente, martelos de pedra e conchas.

Esta descoberta ocorreu em outubro de 2008, mas apenas agora foi comprovada a idade real da mina, graças aos exames realizados em laboratórios da Polónia e dos Estados Unidos.

Até agora, a mina mais antiga das Américas, datada do ano de 2.500 a.C., situava-se nos Estados Unidos.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close